ADIAMENTOS: Projeto da Lei do Silêncio está na pauta. Só que não…

ADIAMENTOS

A proposta de criar uma nova Lei do Silêncio em Jundiaí, de autoria do vereador Paulo Sérgio Martins, está na pauta da próxima sessão da Câmara. A confusão está no seguinte detalhe: apesar programado para ir à análise dos outros parlamentares neste dia 26, não será votado. O tema está envolvido em vários adiamentos.

No começo de fevereiro, o projeto foi colocado em votação. Só que o vereador pediu a adiamento.

Neste meio tempo, Paulo Sérgio Martins passou a receber pedidos para que a proposta fosse avaliada em audiência pública que chegou a ser marcada para dia 20 último.

Só que o vereador teve de se submeter a uma cirurgia e a audiência também foi adiada. A reunião ocorrerá somente no dia 13 do próximo mês.

O projeto não poderá ser votado antes da realização da audiência pública. Isto quer dizer que durante a sessão desta terça, se Martins não estiver presente para pedir novo adiamento, outro vereador terá de fazê-lo.

Mais dois projetos – O vereador Gustavo Martinelli terá apreciado projeto que cria a campanha de conscientização sobre a Síndrome de Irlen, que, se aprovado, ocorrerá sempre em outubro. A síndrome altera a visão.

Quem a possui, ao ler, tem a impressão de que as letras estão se mexendo. Há dificuldade de focar nas palavras, dor nos olhos e sensibilidade à luz.

O último projeto da pauta é de autoria conjunto de Cícero Camargo e Romildo Antônio da Silva.

A proposta altera lei que exige dispensadores de álcool gel em supermercados para ampliar a exigência em outros locais que ofereçam alimentos para consumo imediato.

Os vereadores também votarão três projetos de denominação e quatro moções.

NÃO DEIXE DE ACESSAR

O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA TEM DE TUDO!