AGENDA COMUM, valorização de setores, emprego e desenvolvimento

Passado o período eleitoral tão acalorado, é preciso baixar os ânimos para compreendermos uma realidade que não foi ignorada por nenhum candidato e nem poderá ser pelos governantes: nossa crise econômica e o atual índice de 12,2% de desemprego no País (mais de 12 milhões de pessoas fora do mercado de trabalho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE). Por mais diferenças que tenham existido na disputa eleitoral, a retomada da economia foi encarada como proposta por todos os presidenciáveis e, por ela, temos que nos esforçar e cobrar medidas. Devemos, portanto, valorizar setores para fazer vencer nossa agenda comum: emprego e desenvolvimento.

Esperamos do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), que o caminho da geração de empregos seja percorrido, com resultados prósperos e que todos os setores com este potencial no País sejam reforçados, não esquecidos. Torcemos pelo Brasil. Precisamos que a economia volte a girar por meio de programas que recuperem obras paradas, aqueçam a construção civil, a infraestrutura. Devemos aproximar indústrias e fomentar seus funcionamentos para termos ainda possibilidade de investimento em educação, saúde e todos os serviços que devemos prestar aos cidadãos.

Porém, além deste grupo com tradição em geração de empregos no País, é preciso olhar para áreas que crescem também com esta vocação e somam forças na recuperação da economia, como o empreendedorismo e os setores envolvidos diretamente com as demandas de consumo que mudam a cada dia, ou seja, é importante olharmos para setores que aliam negócios e lazer, como o turismo.

Em Jundiaí, fico feliz em ter tido aprovação, na última semana, do meu projeto de lei que vem ao encontro desta ideia e institui as rotas turísticas do município. Além de ser uma forma de valorizar nossa história e cultura, as rotas turísticas organizam um setor econômico que cresce em nossa cidade e permitem, portanto, segurança aos investidores que se aproximam.

Com a lei, as seis rotas já existentes (da Uva; da Terra Nova; do Vinho; do Castanho; do Centro Histórico e da Cultura Italiana) serão mantidas e reforçadas independentemente da alternância de governos. Outras rotas também poderão ser criadas de acordo com critérios técnicos estabelecidos. Assim, tornamos oficial e respaldado pela lei o trabalho já feito pelo Departamento de Fomento ao Turismo da Prefeitura de Jundiaí que reconhece, hoje, a geração de 30 mil empregos (diretos e indiretos) vinculados ao turismo na cidade.

Ainda segundo o departamento, a renda gerada ao município por meio de visitantes é de 151 milhões de dólares ao ano, da qual 40% é gasto com salários e encargos, 30% com custos de matéria-prima, 15% com impostos e taxas e 15% fica como lucro aos empreendimentos.

OUTROS ARTIGOS DE FAOUAZ TAHA

OBSESSÃO PELA FELICIDADE

A DESCRENÇA É O QUE ALIMENTA AS ‘ONDAS’…

CENTROS SEGUROS TAMBÉM PARA OUTROS BAIRROS

SETEMBRO AMARELO

O PODER DA ESCUTA NA POLÍTICA

O turismo, em nossa cidade, vem se desenhando como turismo rural, de lazer e gastronômico, além do movimento de negócios também existente. Isso faz com que nosso valor na agricultura também seja reconhecido e visto pela própria cidade, o que fomenta o setor a ser mais produtivo e inventivo. Além disso, hoje há 116 atrativos turísticos na cidade, o que aquece a rede hoteleira, de restaurantes e outros pontos até então pouco explorados: são 412 empreendimentos de alimentação. Os números, portanto, não negam essa expansão. De 2013 para 2018, houve um salto de 387 mil turistas para 724 mil visitantes na cidade.

Neste momento, que possamos unir força, esforços e torcida para que nossa Região e o País reajam com as medidas apropriadas e possam abraçar todos os setores que, diariamente, já fazem seu papel de movimentar a economia e por vocação própria não nos deixam cair. (Foto: servidoresmt.com.br)


FAOUAZ TAHA

É vereador na Câmara de Jundiaí pelo PSDB, eleito pela primeira vez nas últimas eleições municipais de 2016. Tem 29 anos. Atualmente é líder do governo municipal na Casa de Leis, além de presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, Desporto, Lazer e Turismo do Legislativo. Nascido em Jundiaí, Faouaz é formado em Educação Física pela ESEF e tem pós-graduação em Fisiologia do Esporte pela Unifesp. Antes de ser vereador, teve experiência na gestão pública com participação na Secretaria de Esportes