20, setembro , 2018
Home Opinião Agricultura orgânica e biodinâmica: a ANTROPOSOFIA de Rudolf Steiner

Agricultura orgânica e biodinâmica: a ANTROPOSOFIA de Rudolf Steiner

STEINER-FOTOJá trouxemos aqui alguns conceitos e vertentes da agricultura sob o sistema de produção orgânica, como a teoria da trofobiose e a agricultura natural, de Mokiti Okada. Continuamos nesse caminho, trazendo no artigo de hoje a visão de um filósofo austríaco, Rudof Steiner (foto abaixo), que viveu de 1861 a 1925, chamada Antroposofia, que engloba a agricultura de forma bem peculiar.

Puxa, como é difícil e fácil falar sobre a Antroposofia! Explico-me: é fácil quando podemos vivenciar alguma de suas práticas, observando ou participando do ensino de crianças, do cultivo da terra, ou da cura de enfermidades. No entanto, as publicações de Rudolf Steiner apresentam dificuldades, e não é uma leitura para “se folhear” distraidamente. Seus escritos diretos se dão normalmente em forma de palestras, ou conferências, com perguntas e respostas, nas quais ele discorre com precisão e certo hermetismo filosófico sobre a sua visão em relação a determinado assunto, por exemplo, a agricultura, que por sua vez encontra absoluta harmonia com o todo representado pela Antroposofia.

A palavra Antroposofia vem do grego “anthropos”, homem, e “sophia”, sabedoria, significando, portanto, “sabedoria a respeito do homem”. Pode-se dizer que ela procura satisfazer a busca do conhecimento do homem moderno a respeito de si mesmo e de suas relações com todo o Universo, indo ao encontro de respostas para indagações do tipo “De onde vim?” “Qual o sentido de minha existência?” A Antroposofia acrescenta uma dimensão espiritual aos valiosos conhecimentos acumulados pela ciência, podendo mesmo ser chamada de “ciência do espírito”, aplicável, na prática, a todos os domínios da vida humana.

OUTROS ARTIGOS DE ELIANA CORRÊA AGUIRRE DE MATTOS

COMPREI UM NOVO NOTEBOOK. O QUE FAÇO COM O ANTIGO? (2)

COMPREI UM NOVO NOTEBOOK. O QUE FAÇO COM O ANTIGO?

OBSERVANDO A NATUREZA: TUDO AO SEU TEMPO

ESTÁTUAS DA ILHA DE PÁSCOA, OBRAS DE HUMANOS OU ET’S

MAPAS, CÓLERA E SIG’S

EM ALGUM LUGAR NA ÍNDIA

PESQUISAS, FOMENTO, PEQUENAS EMPRESAS E MELHORIAS AMBIENTAIS

FRAGILIDADE AMBIENTAL: O CASO DA ILHA DE PÁSCOA

ALIMENTOS ORGÂNICOS E NATURAIS NÃO SÃO A MESMA COISA?

O HIPOPÓTAMO E A PERIGOSA EXPOSIÇÃO AOS AGROTÓXICOS

MODAS CAIPIRAS PARA COMEMORAR O DIA DO AGRICULTOR

MAS O QUE É ESSA TAL DE CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL?

OS PAMPAS E A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DESTE ANO

ÁGUA E ÁRVORES, A PARCERIA QUE GERA VIDA

A SAÚDE E OS AGROTÓXICOS: UM POUCO DE HISTÓRIA

Mas vamos colocar uma luz na agricultura sob esse princípio, que leva o nome de “biodinâmica”. Atenção: pressupõe-se que já estamos em um sistema de produção orgânico, isto é, sem o uso de agrotóxicos e fertilizantes fabricados industrialmente. Steiner ensina que “adubar consiste em vivificar a terra”. Com base nesta afirmação concebeu alguns preparados, que farão o papel de mediadores entre a Terra e o Cosmo, ajudando as plantas na sua tarefa de serem órgãos de percepção da Terra.

Esses preparados são utilizados no solo em quantidades muito pequenas, como se faz com medicamentos homeopáticos, mas não se trata de um medicamento!. Podem ter em sua composição esterco, sendo chamados de chifre-esterco; se tiver silício, são chifre-silício. Também podem conter plantas medicinais, as flores, e entre elas figuram a mil flores e o dente de leão (foto abaixo). Os preparados são depois envoltos em órgãos animais, enterrados no solo e submetidos às influências da Terra e de seus ritmos anuais.

foto4preparados_edit

Desde a sua concepção até os dias de hoje, esses preparados são elaborados à risca ao que fora idealizado por Steiner, servindo para sustentar a agricultura biodinâmica, cujos resultados positivos fomentam sua multiplicação em todo o mundo. Inclusive no Brasil, com experiências exitosas em vários estados, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraíba e inclusive São Paulo.

demeter_net_logoPara acompanhar todo esse processo, e garantir que o alimento foi produzido estritamente sob os princípios antroposóficos, há as normas de produção Démeter, desenvolvidas e ratificadas em rede internacional, resultando em uma certificação e um selo, o Démeter, não só para produção, mas para processamento, rotulagem, apicultura e produtos agrícolas.

Apenas mostrando um pouco da visão de Steiner em relação ao alimentos, e à sua produção, podemos ver a complexidade da Antroposofia e mais: a união de elementos, Terra, Cosmos, que lhe confere extrema originalidade. Vamos caminhar um pouco mais e mostrar alguns outros campos de atuação da Antroposofia, tão instigantes quando o da agricultura.

Um deles é a medicina, na qual médicos e paramédicos atuam baseados na ciência espiritual antroposófica, e também terapeutas, nas áreas de euritmia curativa, terapia artística, musicoterapia, massagem, nutrição, entre outros, aliados à pesquisa e produção farmacêutica, com a marca Welleda.

Outro é a pedagogia Waldorf. Esta exige dos professores uma formação própria, e tem como objetivo o cultivo das potencialidades individuais das crianças. Isso para falar o mínimo…pois chega a ser apaixonante o leque de oportunidades que lhes é oferecido para sua integração, desenvolvimento da imaginação, cooperação, usando contos de fadas, pinturas, música, trabalhos manuais, cozinha…e matemática, português e demais disciplinas que conhecemos. Só para exemplificar: olha a imagem dessa “boneca Waldorf”, feita à mão (abaixo). Há um motivo para ela ter tão poucos traços faciais marcantes: isso para deixar espaço para a criança imaginar, e servir para ela mesma poder se expressar, pela boneca.

boneca-waldorf-pequena-algodao

Recomendação: não desanime se tentar ler, de cara, “Os Fundamentos da Agricultura Biodinâmica”, ou “A ciência oculta”, ou mesmo “A consciência iniciática”: há grupos permanentes que se reúnem, há anos, para ler e estudar continuamente essas e outras obras teóricas de Rudolf Steiner, pela profundidade e alcance de sua filosofia, tão única. Pois o incrível e animador é que a prática, nas áreas que discorremos e em outras, como o trabalho formidável desde 1979 da Associação Comunitária Monte Azul, nas favelas Monte Azul e Peinha (zona sul de São Paulo), sob os conceitos da antroposofia, floresce a cada dia desde sua criação, no início do século XX, com vitalidade renovada.


Eliana-Corrêa-Aguirre-de-Mattos-1-1ELIANA CORRÊA AGUIRRE DE MATTOS

Engenheira agrônoma e advogada, com mestrado e doutorado na área de análise ambiental e dinâmica territorial (IG – UNICAMP). Atuou na coordenação de curso superior de Gestão Ambiental, consultoria e certificação em Sistemas de Gestão da qualidade, ambiental e em normas de produção orgânica agrícola.

Créditos:

Imagem principal: www.scontent-gru2-2.xx.fbcdn.net

Rudolf Steiner: www.sab.org.br

Flor: www.biodinamica.org.br

Démeter: www.demeter.net

Boneca: www.img.elo7.com.br

 

Facebook Comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA


  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments
  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments