Quando NOSSOS ANIMAIS envelhecem…(Parte 2)

ANIMAIS

Naquela noite a Haysla não veio nos receber no portão quando chegamos em casa. Estranhei, com certeza, e tão logo desci do carro, já na garagem, fui procurá-la para ver o que tinha acontecido. O que vi foi muito triste e esse tipo de cena fica marcada na memória da gente. Nossa cachorra Haysla, da raça pastor alemão, estava deitada em sua cama, imóvel, quentinha ainda, mas não respirava mais. Foi um susto muito grande. Imediatamente, enrolamos seu corpo no cobertor, colocamos no carro e meu marido seguiu para o veterinário, que atendia 24 horas. Ainda tínhamos uma esperança de revivê-la, mas ela já tinha partido. É difícil entender que nossos animais envelhecem e morrem. Como a gente.

E foi assim que a Hayslinha deixou nossas vidas. Posso dizer que essa cachorra era excepcional e não falo isso por causa do nosso grande amor por ela. A Haysla era muito inteligente, como todos os cães da raça pastor. Era linda, obediente, esperta e, principalmente, fiel. Tinha pedigree a bichinha, era filha de pais campeões. E advinha, a primeira palavra que minhas filhas falaram, ainda bem pequenininhas, não foi papai ou mamãe, foi Haysla.

Lembro do dia que fomos buscá-la no canil ainda filhote. Uma belezinha. Tínhamos acabado de mudar para uma casa grande, com quintal, e queríamos um cachorro para segurança. Claro que o pastor alemão foi a primeira sugestão de cara. E não poderia ser diferente, essa raça é realmente especial. A Haysla cresceu, e cresceu bastante. Contratamos um adestrador para ensinar alguns comandos, mas ela aprendeu rapidinho. “Junto”, “fica”, “senta”, “morto”. Ela tirava de letra essas manobras. Mas o que ela mais gostava, mesmo, era estar perto da gente. Um anjo em nossas vidas.

O que tirava a Haysla do sério era ter de ficar presa no canil para permitir que o nosso gato (sim, tínhamos um gato também, o Jú, que já foi personagem de uma crônica anterior) pudesse passear pelo quintal. Os dois animais não se suportavam e digo que a Haysla tinha lá seus motivos. Pois o gato, em sua malvadeza, deitava em frente ao canil e ficava se lambendo e rolando no chão, provocando a Haysla de todas as maneiras. Um adorável sacana.

Ela era uma cachorra tão segura de si, que não latia à toa. Só quando necessário ou se sentisse ameaçada. Mas isso era raro. Lembro de uma vez que nossa conta de água começou a subir muito e chamamos um especialista para tentar descobrir o problema. O especialista vistoriou tudo e não achou nada, e ainda disse que teríamos de quebrar aqui e ali. Dias depois, Haysla começou a cavar freneticamente no jardim e de súbito surgiu um jato de água entre suas patas: a danada descobriu o vazamento. Ela tinha um faro e uma audição invejáveis.

OUTROS ARTIGOS DE VÂNIA ROSÃO

QUANDO NOSSOS ANIMAIS ENVELHECEM(PARTE 1)

JÁ COLOCOU SEU NARIZ DE PALHAÇO HOJE?

QUANDO NOS TORNAMOS DESNECESSÁRIOS

CACHORRO DE MADAME

Essa é uma das muitas histórias da nossa Hayslinha. Ela viveu mais de 14 anos, mas no final de sua vida já estava apresentando dificuldades em caminhar, por isso preferia ficar mais quieta. Mas nunca deixava de ir nos encontrar quando chegávamos em casa. Fazia festa pra gente. Naquela noite, quando ela não foi até o portão, eu sabia que alguma coisa muito grave tinha acontecido com ela. Sua hora tinha chegado. Confesso que as lágrimas brotam dos meus olhos enquanto escrevo esse artigo, pois a Haysla participou de um período muito feliz da minha vida. Hoje ela está no céu dos animais, junto com o Jú, que também já foi pra lá. Espero que, finalmente, tenham se tornado amigos…(Foto: www.masterd.pt)

VÂNIA ROSÃO

Formada em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero. Trabalhou em jornal diário, revista, rádio e agora aventura-se na internet.

VEJA TAMBÉM

SAIBA TUDO SOBRE PREVENÇÃO DE CORRIMENTOS VAGINAIS COM A GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD

FISK DA RUA DO RETIRO: SAIBA O QUE SÃO QUESTIONS WORDS. CLIQUE AQUI

OS 103 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI