ANP e Ipem encontram irregularidade em sindicato de transporte escolar

ANP

Fiscais da Agência Nacional de Petróleo, a ANP, e do Instituto de Pesos e Medidas, Ipem, de São Paulo realizaram nesta quinta-feira (24) operação para coibir a venda ilegal e fraudes em bombas de combustíveis de postos de Jundiaí e Região. Os trabalhos se estenderam ao Sindicato de Transporte Escolar de Jundiaí após denúncia da comercialização de combustíveis a não sindicalizados e tiveram apoio de uma unidade especializada da Polícia Civil local. Segundo o site G1, pelo menos duas pessoas foram presas

De acordo com a ANP, um painel com preços dos combustíveis foi encontrado no sindicato, que possui ponto de abastecimento para seus cooperados. A prática, que indicaria venda ao público externo e foi denunciada, é vedada pela agência, que permite o abastecimento por meio próprio apenas aos cooperados. A constatação resultou na interdição da sede do Sindicato, que está localizado na rua Floriano Giglioli, 65, na Vila Helena. De acordo com a ANP, as regras para pontos de abastecimento, que se diferenciam de pontos de revenda, estão previstas na Resolução nº 12 do órgão, de 21 de março de 2007.

Segundo a regra, no caso de o detentor das instalações estar identificado em forma de grupo fechado de pessoas físicas ou jurídicas, previamente associadas em forma de cooperativa, consórcio ou condomínio, apenas poderão ser abastecidos na instalação “equipamentos móveis, veículos automotores terrestres, aeronaves, embarcações ou locomotivas que estejam registrados em nome das pessoas físicas ou jurídicas que o integram e em nome do próprio grupo fechado”.

Já o artigo 11 da resolução tem a seguinte redação: “Ficam vedadas a comercialização, a alienação, o empréstimo, a permuta e qualquer tipo de vantagem com terceiros pelo combustível armazenado na Instalação de Ponto de Abastecimento, devendo o produto ser destinado exclusivamente ao consumo próprio pelo detentor das instalações”. O Jundiaí Agora tentou contato com o presidente do sindicato, Moacir Biazim. Uma mensagem foi enviada para a página do Facebook da entidade solicitando uma nota oficial.

Itatiba – Uma revenda de combustíveis em Itatiba também foi autuada durante os trabalhos dos órgãos. Segundo a ANP, irregularidades foram constatadas nas bombas, que estariam liberando gasolina com quantidade maior de etanol permitida.(Texto: Geraldo Dias Netto/Foto: Agência Brasil)

VEJA TAMBÉM

VOCÊ SABE O QUE SÃO PESSÁRIOS? A GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD EXPLICA. CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO

FISK DA RUA DO RETIRO: SAIBA O QUE SÃO QUESTIONS WORDS. CLIQUE AQUI

OS 103 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI