Várzea Paulista tem um pré-candidato peso-pesado à Prefeitura, nas eleições de 2020. Ex-vice-prefeito e ex-secretário do Executivo daquela cidade; ex-secretário de Obras de Jundiaí; ex-deputado estadual e ex-secretário estadual de Turismo do Estado, Aprillanti Júnior deverá ser o nome do PSB na briga pelo Executivo varzino. Ele afirma que há um descontentamento geral com a atual gestão e na contramão da gritaria da população por melhorias, Aprillanti afirma que está bem cotado para brigar pela cadeira hoje ocupada por Juvenal Rossi

Segundo ele, “muita gente vem me procurando. A princípio, tudo indica que sim, que serei pré-candidato a prefeito. Vamos ver o que acontece. Precisamos ampliar o nosso time, sentir as ruas, os eleitores. Ainda estamos muito longe das eleições. Mas a tendência é de que eu seja realmente pré-candidato”.

Em 2016, tendo o professor Luciano Marques como vice, Aprillanti disputou a Prefeitura de Várzea. Ficou em segundo lugar com pouco mais de 18 mil votos, 10 mil a menos que o vencedor, Juvenal Rossi(PV). Quatro anos antes, Aprillanti também tentou ser prefeito. Naquela época, ele estava no PCdoB e ficou na terceira colocação. Juvenal ganhou a eleição.

O cenário hoje é bem diferente. A administração de Juvenal Rossi(eleito duas vezes) passa por um momento difícil. A convivência com os vereadores, pressionados pela população, é complicada. Paira sobre Juvenal a possibilidade de abertura de uma Comissão Especial de Investigação(CEI) para apurar possíveis irregularidades. Tudo isto faz com que o atual prefeito tenha dificuldades para emplacar um nome para sua sucessão.

Na esquerda, o nome forte seria o do ex-prefeito Eduardo Tadeu Pereira que nas eleições do ano passado tentou sair a deputado federal. Ele teve a candidatura indeferida pelo TRE, sendo enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Sem contar a onda direitista que varreu o país em outubro do ano passado, quando Jair Bolsonaro ganhou as eleições para presidente da República. Não se sabe se esta onda terá o mesmo vigor no pleito de 2020. Mas, sem dúvida, pode ser um complicador para a esquerda.

Trajetória – A carreira política de Aprillanti tomou fôlego quando deixou de ser obscuro ex-vice da Prefeitura de Várzea para se tornar secretário de Obras de Jundiaí na gestão de Pedro Bigardi. “Eu nunca fui comunista”, diz ele quando lembrado que se filiou ao PCdoB, legenda do ex-prefeito.

Em live para o Facebook do Jundiaí Agora, Aprillanti revelou que, por exemplo, foi contrário ao aumento de custeio na Prefeitura de Jundiaí. Em outras palavras, não concordou quando os procuradores conseguiram reajuste. “As outras categorias também teriam de receber”, afirmou. E foi o que aconteceu.

Também foi contra quando Bigardi decidiu construir unidades de saúde megalíticas. “Para mim, que era secretário de Obras, levantar o prédio era fácil. O problema era o que aconteceria depois: colocar funcionários e equipamentos para fazer a unidade funcionar e atender a população”, revelou. As declarações do ex-secretário não foram bem digeridas pelos apoiadores de Pedro Bigardi. Alguns consideraram uma espécie de traição.

O fato é que Aprillanti como secretário de Obras conseguiu destaque na antiga administração. A construção das alças de acesso da via Anhanguera deram a ele grande projeção. “Eu cuidei pessoalmente deste projeto. Eu ia para São Paulo negociar, resolver”, lembrou. E a obra – pleiteada no início da década pelo então deputado Ary Fossen que viria a ser prefeito – saiu graças ao empenho do então secretário de Obras.

Daí veio a Assembleia Legislativa e o convite para assumir a Secretaria Estadual de Turismo feito pelo próprio governador na ocasião, Márcio França. Mais visibilidade para Aprillanti. Tanto que hoje, quase um mês sem cargo público, continua desfrutando do prestígio obtido com os dois cargos. Vem sendo homenageado em várias cidades, como São Pedro(foto acima).

Se França não tivesse perdido a eleição para João Dória, muito provavelmente Aprillanti continuaria no Governo do Estado. E ali ficaria até o prazo limite para disputar as eleições municipais. Vitrine melhor não poderia existir. Resta saber como o ex-secretário conduzirá a vida política sem um cargo para exercer. O problema a ser resolvido é a falta de memória do eleitor…

VÍDEO: VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES CHEGA AOS CONSULTÓRIOS MÉDICOS

VOCÊ SABE POR QUE A VACINA CONTRA A GRIPE É IMPORTANTE? A TRIVACIN PREMIUM EXPLICA EM VÍDEO

SE VOCÊ QUER BOLSA DE ESTUDO CLIQUE AQUI

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES!