23, março , 2019
Home Jundiaí de Antigamente CINQUENTA anos de nossa Jundiaí em doze fotografias
CINQUENTA

CINQUENTA anos de nossa Jundiaí em doze fotografias

1º de janeiro. Dia de começar tudo de novo. Mas é sempre bom olhar o passado e relembrar. Assim, se vê com ênfase os erros para não cometê-los mais. E olha-se os êxitos na esperança de acertar novamente. Então, hoje vamos fazer um passeio por Jundiaí dos últimos cinquenta anos em doze fotografias. Como dizem, recordar é viver…

1969

Pode acreditar: o trevo da avenida Jundiaí era um cartão postal da cidade naquele ano. No lago se nadava e pescava. Arquivo Lucimara Leite Godoy

No final da década de 1960, Jundiaí e seu evento mais tradicional mostravam que tinham prestígio. O ministro da Agricultura do Governo Médici, Luiz Fernando Cirne Lima esteve na Festa da Uva. O prefeito era Walmor Barbosa Martins. O secretário de Agricultura, Fortunato Garcia Braga.

Pode acreditar 2: esta é a rua Coronel Leme da Fonseca, altura da Praça da Bandeira. Olha a tranquilidade. Sem trânsito. Sem pedestres.

1979

Dez anos depois, a Praça da Bandeira e a Estação Rodoviária. Na época(aliás, até sua transferência para a avenida Nove de Julho), a estação era criticada. Os jundiaienses não se conformavam com as instalações. A cidade merecia mais. Quando a nova estação rodoviária foi construída, a antiga passou a ser lembrada com saudade. Vai entender…

A Feira da Amizade era um sucesso. Dentro e fora dos galpões da Festa da Uva. Fora, a Casa de Bonecas era a alegria da criançada. Foto José Macan

A Estrada de Itatiba (Via Constâncio Cintra), no Jundiaí-Mirim, em outubro daquele ano. Tempos de acidentes medonhos. Tanto que a via era conhecida como ‘Estrada da Morte’. O perigo era tanto que policiais rodoviários faziam a travessia de estudantes. Não havia passarela. Reparem, ao fundo, as torres da Paróquia Nossa Senhora do Carmo…

1989

Em Julho de 1989, as obras do restaurante Wiener estão a todo vapor. Este estabelecimento fica na rua João Batista Figueiredo, travessa da avenida Nove de Julho.

Já a Argos(esquina da avenida Dr. Cavalcanti com rua José do Patrocínio), na vila Arens, vivia a decadência total. Um ano depois, na administração de Walmor Barbosa Martins, o prédio foi desapropriado pela Prefeitura. Pouco depois viriam o tombamento histórico.

Os jundiaienses tanto sonharam e no finalzinho da década de 1980 viram o início da construção do Maxi Shopping.

1999

Avenida Antônio Frederico Ozanan: a Fleishmann & Royal(depois Kraft Foods) inaugura uma nova portaria. Era uma das grandes empresas que Jundiaí viu crescer e fechar as portas…

Em 1999, Jundiaí perdeu a locomotiva do Parque da Uva. Totalmente abandonada, a máquina foi levada para Londrina. Lá passou por restauração e está bonita como merece.

2009

No dia 5 de janeiro de 2009 morria Carlota Edith Barbieri, a Maria dos Pacotes. Foto Zé Forner

MAIS JUNDIAÍ DE ANTIGAMENTE

O NATAL DEIXAVA TUDO MAIS BONITO NA CIDADE QUE NÃO EXISTE MAIS

EM 1975 COMEÇAVA A CONSTRUÇÃO DA AVENIDA NOVE DE JULHO

NOS ANOS 1970, JUNDIAÍ COMEÇA A GANHAR SUPERMERCADOS

A PRAÇA DA BANDEIRA, NO CENTRO, VIROU TERMINAL DE ÔNIBUS

IPIRANGA E MARABÁ DAVAM GLAMOUR AO CENTRO DA CIDADE

HÁ MUITOS ANOS, OS CARNAVAIS DE JUNDIAÍ ERAM ASSIM…

A HISTÓRIA DE UM ITALIANO PASSA POR DOIS BAIRROS DE JUNDIAÍ

QUEM NÃO SE LEMBRA DO TRENZINHO DO PARQUE DA UVA?

VOCÊ SABIA QUE O LARGO SÃO JOSÉ TEVE UM BEBEDOURO?

O CÃO FERROVIÁRIO

A COISA PÚBLICA PARA UM CIDADÃO DA DÉCADA DE 1960

REGIÃO DA PRAÇA DA BANDEIRA ERA ASSIM

HOTEL DE LUIGI PETRONI FICAVA NA RUA BARÃO

VEJA COMO A PRAÇA DA BANDEIRA ERA NO FINAL DOS ANOS 1940

QUEM TINHA MEDO DA MARIA DOS PACOTES?

A CICA MARCOU A VIDA DE VÁRIAS GERAÇÕES

DICA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.