CLÍNICA DA FAMÍLIA: Projeto para Ponte São João é concluído

CLÍNICA DA FAMÍLIA

Localizada entre as avenidas Antenor Soares Gandra e Luiz Zorzetti, a construção que foi iniciada e paralisada por problemas em 2016 e atenderia apenas a um serviço de urgência e emergência passará a contar, a partir do novo projeto, encerrado nesta semana, com dois equipamentos de Saúde: Clínica da Família integrada a uma Unidade Pré-Hospitalar, formando um ciclo de atendimento à Saúde completo para a região Leste da cidade.

“Avançamos mais uma etapa para a implantação de modelo de atendimento em Saúde que se destacou nacionalmente pela resolutividade e foi implantado em 2018 no Novo Horizonte. A Clínica da Família com a Unidade Pré-Hospitalar formam um complexo de Saúde completo, com o cardápio da Atenção Básica e a agilidade da Urgência e Emergência para os moradores da região Leste”, comenta o prefeito Luiz Fernando Machado.

O prédio foi recebido paralisado por conta de falhas estruturais e foi necessária a contratação de uma empresa especializada para a identificação dos problemas e indicação das soluções para a retomada da obra. “O projeto com a adequação para os dois serviços foi entregue nesta semana e será um complexo ainda maior que o instalado no Novo Horizonte. Serão 21 leitos na Unidade Pré-Hospitalar, 8 consultórios, sala de gesso e de exames como eletrocardiograma, análises clínicas, raio-x e ultrassom que atenderão aos usuários da Clínica da Família, que será instalada no primeiro andar do prédio e terá 12 consultórios médicos e mais três para odontologia, além de todos os demais serviços”, comenta o gestor da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) Tiago Texera.
O espaço ainda contará com os programas de avaliação do serviço e um elevador com capacidade para transporte de maca, além de espaços para as práticas integrativas de Saúde, realizadas pelo Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). Ao todo serão seis equipes completas de Estratégia de Saúde da Família (ESF) que atuarão no espaço da Clínica da Família Ponte São João.

O projeto é inovador, como descreve o gestor-adjunto da Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos (UGISP), Ademir Pedro Victor. “Como existe um desnível no terreno o projeto contempla o melhor uso do espaço, com entradas distintas para os os equipamentos de saúde e estacionamento para os usuários. Será o maior prédio deste tipo construído em Jundiaí até o momento”, comenta. O projeto teve custo de R$ 301 mil e é resultado de investimento do Avança Jundiaí.

Na Vila Hortolândia – O mesmo modelo de atendimento está sendo construído na Vila Hortolândia, no prédio que também abrigaria apenas uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). No bairro, a construção foi retomada e contará com dois andares conectados por elevador e dotados de entradas individuais. O complexo ainda agregará uma Casa de Apoio que será montada no local onde hoje funciona a UBS Hortolândia, para atender como farmácia e abrigar espaços administrativos. O investimento da Prefeitura para a obra é de R$ 3,4 milhões, além de mais R$ 700 mil para mobiliário e equipamentos, com a previsão de conclusão da obra para o segundo semestre de 2020.(Da assessoria de imprensa da Prefeitura de Jundiaí)

VEJA TAMBÉM

GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD FALA SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS VACINAS NO PRÉ-NATAL…

OS 103 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA

NA FISK DA RUA DO RETIRO TEM CURSO DE LOGÍSTICA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI