COMERCIANTES DE LOUVEIRA terão auxílio emergencial de R$ 3 mil

comerciantes de louveira

Vereadores aprovaram por unanimidade projeto do Poder Executivo que autoriza a criação de Auxílio Financeiro Emergencial (AFE), que oferecerá aos comerciantes de Louveira três parcelas mensais de R$ 1 mil cada, totalizando R$ 3 mil em benefícios. A iniciativa faz parte de um pacote de ações criado pela Prefeitura para minimizar os efeitos da crise gerada pela pandemia na economia local.

O adoção da medida – que contará com investimento de aproximadamente R$ 1,6 milhão – tem como meta suprir a carência financeira dos estabelecimentos comerciais que tiveram suas atividades impedidas durante as fases Vermelha e Emergencial do Plano São Paulo e, com isso, contabilizam grandes prejuízos financeiros.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura, serão beneficiados cerca de 500 estabelecimentos que se enquadram nas seguintes atividades: restaurantes, lanchonetes, academias de esportes e centros de ginástica, bares sem entretenimento, bares com entretenimento que realizam shows e afins, lojas de roupas, lojas de calçados, lojas de variedades e quinquilharias, cabeleireiros, barbeiros, manicures e pedicures.

O auxílio é dirigido somente a proprietários de estabelecimentos que foram obrigados a fechar as portas durante as fases mais restritivas do Plano São Paulo, em respeito às medidas de combate à Covid-19. A Prefeitura pretende ajudar comerciantes de Louveira para que continuem em funcionamento após a pandemia. Os estabelecimentos beneficiados que descumprirem as normas sanitárias terão de devolver os valores recebidos de forma integral.

Requisitos – Além de enquadrarem em alguma das atividades listadas na lei, os comerciantes terão que atender aos seguintes requisitos para receber o benefício:

  • Demonstrar que exerce uma das atividades econômicas listadas acima no Município de Louveira há pelo menos um ano e que esteja regularmente cadastrado na Secretaria Municipal de Finanças e Economia.
  • Demonstrar que possui contrato de locação do estabelecimento empresarial ou equipamentos utilizados em sua atividade econômica.
  • Declarar que possui carência financeira para manutenção de seu estabelecimento.

Prazo e cadastro – Para receber o benefício, os comerciantes terão que realizar um cadastro e enviar as documentações necessárias para comprovar que se enquadram nos requisitos impostos pela Prefeitura. A inscrição será feita por um link eletrônico que será disponibilizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico assim que a lei for sancionada e regulamentada, o que deve acontecer nos próximos dias. A expectativa da Prefeitura de Louveira é que os comerciantes comecem a receber o benefício durante o mês de abril.(Foto: Prefeitura de Louveira/Jasso)

VEJA TAMBÉM

QUEDA DE CABELOS APÓS COVID. MULHERES RECLAMAM. ASSISTA AO VÍDEO DA GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD…

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI