Saiba tudo como montar um currículo VENCEDOR

Dando continuidade às dicas apresentadas no artigo “Conheça os três passos para conseguir um emprego“, vamos nos aprofundar no primeiro passo para conquista do tão desejado emprego: montar um currículo vencedor!

Seu currículo deve ser objetivo, com no máximo duas páginas e apenas informações realmente relevantes.

Lembre-se que o avaliador de um processo seletivo recebe uma série de currículos de candidatos concorrentes. Por isso, destacam-se os currículos de fácil interpretação para análise dos avaliadores.

Três dicas para deixar seu currículo caprichado:

1- Visualmente limpo

O cuidado no desenvolvimento de seu currículo é o mesmo que você deve ter ao escolher uma roupa para participar de uma entrevista.

Apesar do gosto pessoal, existem melhores práticas para escolha do visual. Por exemplo, sapatos pretos com cinto marrom normalmente não combinam.

Seu currículo deve apresentar um visual coeso e coerente com sua finalidade, que é a busca por uma colocação profissional.

– Tipografia

O primeiro cuidado está na escolha da fonte, preferencialmente sem serifa.

Serifas são pequenos traços e prolongamentos que ocorrem no fim das hastes das letras, conforme exemplo a seguir:

VENCEDOR
Fontes sem serifa facilitam a leitura de seu currículo, evitando que fique cansativo aos olhos do recrutador.

Exemplos de fontes sem serifa: Arial, Calibri, Verdana e Helvetica, entre outras.

– Coesão

Não misture diferentes fontes em seu currículo. Caso queira dar destaque a um ponto específico, utilize o recurso negrito.

É preciso também cuidado com o tamanho da fonte, preferencialmente entre 11 e 13 para texto comum de seu currículo e 15 e 17 para títulos (por exemplo, Experiência Profissional).

Da mesma forma, mantenha o mesmo espaçamento entre linhas ao longo do currículo.

– Cores

Seu currículo deve ser em preto e branco, somente.

Esqueça cinza, vermelho, verde, azul e demais cores. A depender da qualidade da impressão, seu currículo pode se tornar incompreensível.

2- Organizado

Seu currículo deve apresentar quem você é, o que você deseja, a partir de qual conhecimento teórico/técnico, qual caminho profissional percorrido e quais conhecimentos complementares o qualificam profissionalmente.

Ordem das informações do currículo:

– Informações pessoais

Você deverá colocar nome completo, nacionalidade, estado civil e idade.

Bairro em que reside, cidade, CEP e estado. Em seguida, telefones para contato e endereço de e-mail.

Não é necessário colocar informações de documentos pessoais, tais como RG e CPF. Cuidado com fraudes!

– Objetivo profissional

Descreva qual a área de seu interesse ou função específica desejada.

Por exemplo: Representação Comercial de Equipamentos Hospitalares, Gestão de Projetos, Recursos Humanos, Encarregado de Serviços Gerais etc.

A intenção é facilitar a leitura e interpretação por parte do recrutador que está lendo seu currículo, por isso o objetivo profissional deve ser claro e sucinto.

Sua expectativa de carreira profissional será aprofundada na entrevista ou dinâmica de grupo.

– Formação Acadêmica

Coloque suas formações escolares mais relevantes de educação básica (fundamental, médio e técnico), superior (bacharelado, licenciatura e tecnólogo) e pós graduação (lato sensu e strictu sensu).

É importante deixar claro o período de início e término das formações escolares, bem como as instituições de ensino em que realizou tais formações. Caso ainda esteja estudando, coloque a previsão de término dos estudos.

– Experiência Profissional

Coloque suas experiências profissionais em ordem cronológica inversa. Ou seja, as mais recentes primeiro.

Especifique o período exato de cada experiência profissional e aponte as principais atividades e responsabilidades desempenhadas em cada uma das experiências.

Por exemplo:

Analista de Suporte Técnico Pleno – (Jan/2015 – Dez/2016)
Consultoria de Projetos em Tecnologia LTDA
– Atendimentos de suporte segundo nível, realização de testes, identificação, análise e relato de BUGs (falhas) nas plataformas;
– Identificação de novas ferramentas para contínuo desenvolvimento e assertividade da área;
– Extração de informações da base de dados para desenvolvimento de relatórios demandados por clientes internos e externos;
– Participação em reuniões de projetos realizados pela equipe de desenvolvimento de sistemas e auxílio com temas relacionados ao suporte técnico das plataformas.

Caso você não tenha experiência profissional, cite grupos de pesquisa, de estudo e até mesmo trabalhos voluntários que você tenha realizado ou ainda realiza.

– Idiomas

Aponte o nível de proficiência (básico, intermediário, avançado ou fluente) em línguas estrangeiras para leitura, escrita e conversação.

Cuidado para não superestimar suas habilidades em idiomas. Caso o conhecimento em um idioma estrangeiro seja necessário para uma vaga, provavelmente será solicitada a escrita de uma redação ou até mesmo a realização de uma entrevista neste idioma, caso você participe do processo seletivo.

Além de passar vergonha, ficará nítido que você não foi sincero ao apontar suas qualidades no currículo, fato que colocará em descrédito as demais informações apresentadas.

– Conhecimentos Complementares

Cite cursos de extensão, palestras, workshops ou outros eventos relevantes em que participou especificando a data da realização, carga horária e instituição responsável.

3- Escrito cuidadosamente

Ao desejarmos nos fazer entendidos, corremos o risco de exagerar nas descrições de nossas experiências e objetivos profissionais, tornando nosso currículo prolixo e contraproducente.

O cuidado com a gramática é essencial para que o texto de seu currículo seja claro, de fácil leitura e interpretação.

Certa vez, recebi um currículo cujo objetivo profissional foi descrito da seguinte maneira:

“Objetivo Profissional

Tenho noção cívica do ser humano na construção de uma sociedade, a partir da troca de valores, psicológicos, materiais, e comportamental. Com total vazão a integração de cada indivíduo para progressão de uma meta, enquanto sociedade, empresa, família, relacionamento. Com isso contribuo para a realização em si da motivação na felicidade e realização do grupo (empresa, família, amigos,…) e pessoal focada em sonhos e projetos que me estabeleçam na sociedade com conforto, saúde, mobilidade, descentes e herdeiros.”

O confuso texto deixou evidente a dificuldade do candidato na comunicação escrita, fato este que o fez ser reprovado ainda na etapa de triagem dos currículos recebidos, antes mesmo da entrevista.

Escrever não é fácil, os escritores e jornalistas que o digam!

Por isso, releia quantas vezes forem necessárias o seu currículo e corrija erros gramaticais e de digitação. Ótima sorte! (foto principal: www.imagenslivres.com)

VENCEDORGABRIEL MELILLO

Psicólogo e especialista em Administração de Negócios pela Universidade Presbiteriana Mackenzie/SP. Possui 8 anos de experiência na área de Recursos Humanos, tendo exercido papéis de liderança de equipe, projetos e consultoria em empresas multinacionais dos ramos de Tecnologia da Informação, Saúde/Suprimentos Hospitalares e Contact Center.