Desenvolvimento Regional dá resposta curta e grossa sobre MOÇÕES

desenvolvimento regional

Vereadores de Jundiaí, Campo Limpo e Várzea Paulista votaram simultaneamente, nesta terça-feira(2), moções pedindo ao Governo Estadual que reforme a Marginal do Rio Jundiaí, que liga as três cidades. No final da sessão de Jundiaí, o presidente da Câmara, vereador Faouaz Taha, fez um discurso forte e afirmou que o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi(foto ao lado), mandou mensagem para ele no domingo. Porém, um encontro não foi marcado. Para o Jundiaí Agora, no entanto, a Secretaria deu uma resposta curta e grossa para uma série de questionamentos que vereadores e usuários da via têm. O JA fez seis perguntas para Vinholi:

1 – Como vê a união dos vereadores das três cidades?

2 – O fato de as Casas de Lei se unirem poderá solucionar os problemas da AUJ mais rapidamente ou não?

3 – Encara como um direito ou pressão dos vereadores?

4 – Outras regiões já uniram suas Câmaras para pedir melhorias para as respectivas regiões?

5 – O que a secretaria pode fazer para acabar com as péssimas condições da via que liga Jundiaí, Várzea e Campo Limpo?

6 – O secretário poderá se reunir pessoalmente com os presidentes das Câmaras?

Apenas a primeira pergunta foi respondida: “A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional reforça a extrema importância da aproximação entre o Governo de São Paulo, Prefeituras e Câmaras Municipais em relação à viabilidade de obras e outras melhorias. A pasta mantém diálogo constante com os municípios para receber reivindicações que melhoram a qualidade de vida da população”.

LEIA ENTREVISTA DE TAHA SOBRE A UNIÃO DAS CÂMARAS DA REGIÃO

Discurso – Quase no final da sessão, quando a moção jundiaiense foi aprovada, Taha afirmou “que somente com a união das Câmaras e vereadores da região, cobrando e fiscalizando o Governo do Estado ou Governo Federal, teremos mais força para cobrar melhorias e respostas. No dia 11 próximo faremos reunião com os sete presidentes das Câmaras das cidades vizinhas. Vamos fortalecer este trabalho e mais pautas serão levantadas”, afirmou. Este movimento começou em fevereiro último, quando Taha se reuniu com os presidentes das Câmaras de Campo Limpo e Várzea, respectivamente Diego Ito e Mauro Aparecido(foto principal)

Nem bem o trabalho conjunto começou, segundo Taha, e já está dando resultado. “O secretário de Estado(Vinholi), domingo à noite me mandou uma mensagem. Ele pediu para agendarmos uma reunião nesta semana. Não farei isto agora. Não estou sendo arrogante. Longe disto. Mas já sofremos muito com o Estado. Pedíamos agenda e não conseguíamos. Então vou esperar a reunião do dia 11 para daí pedir reuniões com a Secretaria de Desenvolvimento Regional. Não tenho dúvidas que conseguiremos as obras para a Marginal do Rio Jundiaí como também a descentralização da Farmácia de Alto Custo e melhorias para várias áreas como Esportes, Turismo e Cultura”, explicou.

Convênio – No mês passado, a Prefeitura informou que “está em trâmite com o Governo do Estado de São Paulo a liberação de R$ 3,5 milhões, por meio de convênio já firmado pela Prefeitura, para a recuperação de pavimento das margens direita e esquerda do rio Jundiaí no total de três quilômetros (1,5 quilômetro para cada margem) e reforço na sinalização e implantação de guard-rail visando à melhoria na segurança viária, entre o viaduto Sperandio Pelliciari e a divisa com o município de Várzea Paulista.

A Prefeitura explicou também que a região passa por manutenções periódicas e que há uma equipe realizando tapa-buraco na região. O trecho de Jundiaí está sendo vistoriado. O Executivo providenciará a manutenção da sinalização dos pontos considerados críticos, uma vez que após recapeada a sinalização de toda a extensão da via será refeita”.

O DER, questionado sobre assinatura de convênio no início do primeiro mandato de Luiz Fernando Machado para revitalização do trecho jundiaiense da Marginal, informou que “as obras não foram licitadas em 2018. Atualmente, o Departamento de Estradas de Rodagem executa adequações do projeto, que irá apontar a viabilidade da obra, diante do atual cenário, e possível cronograma”.

VEJA TAMBÉM

ESTRIAS NA GESTAÇÃO? ASSISTA AO VÍDEO DA GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI