15, dezembro , 2018
Home Especiais Adotados a força Fabiana venceu o TEMPO, a distância e localizou os dois filhos

Fabiana venceu o TEMPO, a distância e localizou os dois filhos

Fabiana Pereira de Matos era só tristeza em maio deste ano. Aos 42 anos, chorava a ausência dos dois filhos, Samuel e Jéssica. Mas, 2017 reservava um grande presente de Natal para ela. Depois de 20 anos procurando pelas crianças, ela, sozinha, venceu o tempo e a distância, conseguindo encontrá-los do outro lado do Oceano Atlântico. Os jovens moram na Itália e também foram retirados da família pela Justiça de Jundiaí em 1997.

O Jundiaí Agora (JA) entrou em contato com Fabiana através da ONG PDBeH – Pessoas Desaparecidas Brasil-Holanda. Ela imaginava que Samuel e Jéssica poderiam estar naquele país. Quando o JA falou com a instituição para tratar do caso de dois irmãos de Jundiaí adotados por um casal holandês, foi informado da busca solitária de Fabiana. “Já conversei com o pessoal da Holanda. Eles ficaram muito felizes com a localização dos meus filhos”, contou.


A PARTICIPAÇÃO DE FABIANA NA SÉRIE ‘ADOTADOS À FORÇA’

Sem a ajuda de Fabiana Pereira de Matos talvez a série de reportagens ‘Adotados à Força’ demoraria anos para ser feita. Ou talvez jamais teria sido publicada. Ela teve papel fundamental já que passou os números de telefones de várias mães que também tiveram os filhos retirados e ainda mantinha contato. Em alguns casos, até conversou com mulheres que não queriam dar entrevistas e as convenceu de que relembrar o caso poderia ajudar na localização dos filhos. A partir do primeiro contato com o Jundiaí Agora todos os dias ela mandou um ‘bom dia’ para a redação através das redes sociais. Quando a saudade apertava mais, Fabiana enviava um áudio perguntando se o JA tinha alguma informação sobre os filhos dela. Infelizmente não tínhamos nada de positivo para passar para Fabiana. Ela própria venceu a distância e o tempo.


“Estou ansiosa. Eles ficaram de vir ao Brasil para me ver”, comentou Fabiana, que conseguiu uma proeza e tanto, maior talvez do que ganhar um prêmio na mega-sena. Ela não tinha a mínima ideia de onde os filhos estariam. Ora pensava que estavam no Brasil. Ora, de que tinham sido adotados por holandeses. “Resolvi fazer uma busca na internet usando o nome do Samuel. E ele apareceu”, lembrou.

A partir daí, começaram a conversar. Mas havia um problema. Para Samuel, os pais biológicos tinham morrido. Por isto ele e a irmã, Georgea, tinham sido adotados por italianos. Outro problema: a filha de Fabiana se chamava Jéssica. No entanto, utilizando o tradutor do celular, Fabiana foi passando informações sobre as crianças até que uma pinta, um sinal na pele do garoto, acabou com todas as dúvidas. Sobre o nome da menina, que hoje é cantora, a família italiana o trocou.

“Sei que os dois foram bem cuidados e bem criados. Ficaram surpresos ao saber que eu estou viva(o pai deles de fato morreu). Por enquanto não querem que falar sobre a vida na Itália”, contou Fabiana. Ela utiliza todos os recursos modernos para conversar com frequência com eles. Agora, espera que os dois retornem para Jundiaí em breve.

CPI(4ª PARTE): “NÃO PODE HAVER ADOÇÃO INTERNACIONAL EM 5 OU 10 DIAS”

CPI (3ª PARTE): ALTHOLFF: ‘POR QUE JUNDIAÍ NÃO TEM CONSELHO TUTELAR?’

CPI (2ª PARTE) – ERA UMA ‘LINHA INDUSTRIAL’ DE PRODUÇÃO DE SENTENÇAS

CPI: A PRIMEIRA PARTE DO RELATÓRIO

PARA JORNALISTA, JUIZ TINHA CONVICÇÃO DE QUE FAZIA O MELHOR PARA AS CRIANÇAS

JORNALISTA DIZ QUE PÁTRIO PODER ERA QUEBRADO COM HISTÓRIAS FALSAS

EX-DEPUTADO DIZ QUE POLÍTICOS FIZERAM O SUFICIENTE PARA IMPEDIR NOVAS ADOÇÕES

UM SURPREENDENTE E DOLOROSO SILÊNCIO APÓS 20 ANOS

PROCESSAR O ESTADO 20 ANOS DEPOIS, ALGO PRATICAMENTE IMPOSSÍVEL

A INTÉRPRETE DE MÁGOAS GUARDADAS HÁ 20 ANOS

OS FATOS DE JUNDIAÍ MUDARAM A LEI DE ADOÇÕES, AFIRMA LÍDER DO MOVIMENTO ‘MÃES DA PRAÇA DO FÓRUM’

DE UMA SÓ VEZ, A SEPARAÇÃO DE QUATRO IRMÃOS

NATO A SÃO PAULO É ATALHO VIRTUAL ENTRE ITÁLIA E BRASIL

ANDERSON E ÉMERSON, EM DEZEMBRO, DA HOLANDA PARA O JARDIM TAMOIO

ELES REENCONTRARAM A FAMÍLIA E PRESTARAM DEPOIMENTO À CPI

A CERTIDÃO DE NASCIMENTO DE LUCAS, PROVA DE AMOR GUARDADA NUMA GAVETA

FOI O TELEFONE QUE ME TROUXE AO BRASIL 24 ANOS DEPOIS

A AUSÊNCIA DE RODOLFO, UMA FERIDA ABERTA NA ALMA DE GISLAINE HÁ 20 ANOS

DA DOR À ALEGRIA DE PROPORCIONAR UM REENCONTRO

‘JÁ ME PERGUNTEI VÁRIAS VEZES COMO SERIA O REENCONTRO COM THALITA’, DIZ MÃE BIOLÓGICA

O QUE THALITA PENSA DE NÓS? A DÚVIDA DE UMA MÃE DE CORAÇÃO

BORBOLETAS E LÍRIOS NO REENCONTRO DE MÃE E FILHAS

MAIZA É UMA DAS POUCAS MÃES QUE CONSEGUIU RECUPERAR O FILHO

“DEUS MARCOU DIA E HORA PARA EU REENCONTRAR MEU FILHO”

DA PEQUENA LIDINEIA SOBROU APENAS UMA IMAGEM DESFOCADA

O SOFRIMENTO INFINITO DE FABIANA, HÁ 20 ANOS SEM VER OS FILHOS

ADOTADOS POR HOLANDESES, IRMÃOS DE JUNDIAÍ QUEREM REVER FAMÍLIA BIOLÓGICA

 

Facebook Comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA


  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments
  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments