VINHETA JUNDIAI ANTIGAMENTENa próxima terça-feira, dia 8, um dos bairros mais tradicionais de Jundiaí estará em festa. Esta data marca o Dia de Nossa Senhora Conceição, a padroeira da igreja da vila Arens.

A Vila Arens surgiu às margens da Ferrovia São Paulo Railway Company que iniciou suas atividades no final do século 19. E como atraiu muitos italianos precisaria ter uma capela, que foi construída no local chamado de ‘Largo da Feira’, hoje praça Quintino Bocaiuva. O bairro recebeu este nome por causa da Fundição Arens. Na foto acima, a igreja em 1920. Abaixo, em 1928 e no ano seguinte.

ARENS 7

ARENS 6

ARENS 4Antigamente, por causa das muitas fábricas que ali existiam, a vila Arens era chamada de ‘pito aceso’, uma brincadeira com as dezenas de chaminés que dia e noite soltavam fumaça. Ao lado, veja sequência de fotos mostrando a evolução do bairro.

Em 1922, por solicitação do cônego Higino de Campos, Jundiaí começou a receber os primeiros padres salvatorianos. Vicente Hirschle e Eucário Merker, dois deles, assumem a capela. Naquele mesmo ano foi criada oficialmente a Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Vila Arens por decreto do arcebispo de São Paulo, Dom Duarte Leopoldo e Silva. O decreto explica a razão de dedicar a paróquia à Nossa Senhora Conceição: “Porque os padres salvatorianos vieram no ‘Octavário’ (prazo de oito dias consagrados à uma festa religiosa) da festa da Imaculada Conceição”.


ARENS 2

Vila Arens e centro ao fundo em 1932(acima): foto tirada da torre da igreja em construção. A rua onde está o carro e a carroça é a Emile Pilon. Dá pra ver também o Cine República, a avenida Dr. Olavo Guimarães, a Rua Vigário J.J. Rodrigues, Teatro Polytheama. Foto: Janczur

ARENS 1

Vila Arens, 1933: As obras na igreja estão no final. Atenção para o pergolado que foi coberto com flores e ficava no meio da avenida Dr. Olavo Guimarães. Um dos primeiros espaços de convivência de Jundiaí!

ARENS 8


ARENS 3Em janeiro de 1923, o cônego Higino de Campos, pároco de Jundiaí, promulgou solenemente o referido decreto, tanto na Paróquia de Jundiaí, como também na Igreja Santa Cruz de Vila Arens. No mesmo mês houve a solene inauguração da nova Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Vila Arens e a posse de seu primeiro pároco, padre Vicente Hirschle e do vigário paroquial, padre Eucário Merker.

No dia 9 de setembro de 1923, foi assinada no 1º Cartório de Jundiaí, a escritura do terreno para a construção da nova matriz, doado pela Companhia de Fiação e Tecidos São Bento à Mitra Arquidiocesana de São Paulo.

Em 14 de agosto de 1927, foi lançada a primeira pedra da futura matriz. Durante quase sete anos brasileiros de Jundiaí e de outras cidades, italianos, portugueses, espanhóis e tantas outras nacionalidades formaram uma equipe para a construção da matriz.

PARA MAIS JUNDIAÍ DE ANTIGAMENTE CLIQUE AQUI

Com amor, suor e muita fé ergueram a tão sonhada igreja e em janeiro de 1934 foi inaugurada com grande alegria e festa.

ARENS 9A torre da igreja sofreu um incêndio no dia 2 de maio de 1957. Toda região se mobilizou para ajudar no combate às chamas, inclusive as brigadas de incêndio das indústrias Argos, Cica e São Bento que atuaram em conjunto com as guarnições de Bombeiros de Jundiaí e São Paulo que possuía a escada Magirus. O incidente não teve vítimas graves e a população se mobilizou e reconstruiu o que foi danificado.

Nos anos 1970, artista sacro Bruno De Giusti, pintou o interior da igreja e nos quadros da retratou os fiéis do bairro. A igreja também possui um órgão alemão e o carrilhão com quatro sinos é um dos maiores da América Latina.

ARENS 10

 

VEJA TAMBÉM

DEPRESSÃO NA MENOPAUSA: VEJA VÍDEO DA GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI