Dia das Mães: vendas IGUAIS OU SUPERIORES para 60% dos lojistas

IGUAIS

As vendas para o Dia das Mães foram consideradas iguais ao mesmo período em 2018 ou superiores para 60% dos lojistas ouvidos na pesquisa realizada pelo Sindicato do Comércio Varejista de Jundiaí e Região (Sincomercio) e pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Jundiaí (CDL).

As roupas, calçados, perfumes, celulares e acessórios foram os presentes preferidos pelos consumidores do comércio do Centro de Jundiaí. Flores, chocolate e artigos da linha branca, como eletrodomésticos, também fizeram parte da lista de presentes na data, considerada pelos varejistas como a principal do primeiro semestre e a segunda melhor do ano em termos de faturamento, perdendo apenas para o Natal.

Levantamento feito pelas entidades uma semana antes da data apontou que 58% dos lojistas estavam otimistas e acreditavam na alta das vendas. A expectativa era de um aumento de até 4% nas vendas, em relação a 2018, estimativa confirmada para 23% dos lojistas na pesquisa após a data com comerciantes da região central. Para 9%, houve aumento entre 5 a 8% e 11,5% tiveram elevação entre 15 a 20%. Já 27% não souberam precisar.

“O resultado representa um crescimento considerável no volume de vendas. Não é ainda o ideal, mas diante do cenário atual, em que ainda há muitos obstáculos a serem enfrentados, são constatações relevantes. Seguimos otimistas com a retomada da economia”, avalia Edison Maltoni, presidente do Sincomercio e da CDL Jundiaí.

Para garantir mais tranquilidade aos consumidores, as lojas do centro tiveram horário diferenciado na sexta (10) e sábado (11). Na sexta, as lojas poderiam abrir até 22h, conforme estabelecido na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). No sábado, o lojista teve a opção de adotar o horário especial das 9 até as 18h, medida que foi adotada por 89% dos entrevistados.

Pelo país – De acordo com dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), o volume de vendas a prazo na semana anterior à data (entre os dias 05 a 11 de maio) apresentou uma pequena alta de 0,11% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Este ano, mais da metade (65%) dos consumidores planejavam pagar os presentes à vista em vez de parcelar as compras. Em 2018, as vendas haviam crescido 4,36%, após acumularem três anos consecutivos de queda: -0,91% (2017), -10,88% (2016) e -2,82% (2015), respectivamente.

VEJA VÍDEOS

LIVRARIA NOBEL DO ELOY CHAVES FAZ BAZAR E CONCURSO DE COMIDAS AFETIVAS

DRA. LUCIANA WOOD FALA SOBRE INFECÇÃO URINÁRIA DEPOIS DA RELAÇÃO SEXUAL

TRIVACIN PREMIUM: O ÚNICO REMÉDIO CONTRA O SARAMPO É A VACINA

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES