MACKENZIE

Júlia Kadi Ribeiro, 18 anos, fez o curso de Publicidade na Escola Professor Luiz Rosa, que está completando 102 anos de funcionamento. Esta experiência fez com que ela decidisse pela profissão que quer seguir. Júlia é, agora, uma das alunas do curso Publicidade na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. Ela conta que as aulas que teve no Rosa deram uma boa base para o ensino superior. Na foto ao lado, Júlia é a garota do canto esquerdo, usando bermuda. A entrevista:

Quando entrou no Rosa? Por que escolheu o curso de publicidade?

Entrei em 2016. Escolhi por causa do ensino técnico que tinha muito a agregar. Escolhi Publicidade porque foi o curso pelo qual mais me identifiquei.

Quando se decidiu pelo curso tinha ideia do que iria aprender?

Não, nunca imaginei….

Como foram estes três anos? O que mais marcou você?

O tempo que estudei na Escola Professor Luiz Rosa foi de aprendizado e formação de laços. O que mais marcou foi o acolhimento de todos na escola, tanto de funcionários, docentes, quanto dos alunos. Sinto saudades.

O Rosa é diferente das outras escolas. Você se surpreendeu com o método, com o clima, com a inovação?

Sim, me surpreendi. Os projetos me colocaram muito adiante do que eu esperava. O método é ótimo pra criar responsabilidade e incentivar os alunos, os professores são ótimos e sempre incentivam a inovação, sendo em trabalhos…

E como você analisa o fato de o Rosa estar na vanguarda do ensino e, ao mesmo tempo, ter 102 anos?

Na minha opinião, o Rosa é além de tradicional, inovadora e atual. É uma escola que consegue conciliar estas coisas em um único sistema de ensino.

Você faz faculdade de Publicidade?

Faço Publicidade e Propaganda na Universidade Presbiteriana Mackenzie de São Paulo. Já estou no segundo ano e continuo morando em Jundiaí. Pretendo me mudar futuramente para fazer estágio em uma agência.

O curso técnico foi decisivo para a escolha da faculdade?

Sim, com certeza. Foi algo que me influenciou muito.

O que aprendeu no Rosa dá alguma vantagem para você na faculdade? 

Sim, já tinha uma base para tudo que estou me aprofundando no ensino superior.

A pirâmide de Maslow, por exemplo, foi algo que aprendi no técnico do Rosa e o assunto foi aprofundado no ensino superior.

Júlia(no canto direito nas fotos acima), você pretende atuar na área?

Sim, pretendo atuar na área.

SAIBA MAIS SOBRE O ANIVERSÁRIO DE 102 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA:

CONJUNTO DE CIRCUNSTÂNCIAS RESULTAM EM INOVAÇÕES

TEATRO ESTUDANTIL ROSA, O INÍCIO DA CARREIRA DO ATOR CARLOS MARIANO

CONHEÇA A HISTÓRIA DA ESCOLA MAIS TRADICIONAL E – AO MESMO TEMPO – MAIS INOVADORA DE JUNDIAÍ!

JOSÉ MAURO LORENCINI FOI ALUNO, PROFESSOR E PRESTADOR DE SERVIÇO

FERNANDO COSTA E SILVA, O EX-PROFESSOR QUE APRENDEU A SUPERAR LIMITES