Ao contrário de cidades como São João da Boa Vista, Valinhos, Campinas, Araras e Itupeva que estão montando hospitais de campanha para receber vítimas do coronavírus, Jundiaí reorganizará os serviços de saúde, especialmente a estruturação dos leitos de UTI e leitos de retaguarda.
De acordo com nota enviada pelo Comitê de Enfrentamento do Coronavírus(CEC).

“Jundiaí já faz investimentos na ampliação do número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) podendo chegar a 91 leitos de UTI exclusivos para a pandemia, além de 120 leitos de enfermaria”. Essas ampliações são possíveis a partir da parceria entre os Hospitais São Vicente de Paulo (HSV/foto) e Regional (HR). A projeção dos leitos atenderá a um cenário e até 5% da população SUS dependente de toda a região contaminada. Acima desse percentual, a administração conta com projetos adicionais, sempre com o uso de estruturas já existentes, para a ampliação do atendimento. Os projetos adicionais não foram detalhados.

“A cidade baseia a ampliação com o uso das estruturas já existentes para qualificar o atendimento no enfrentamento ao coronavírus de forma rápida e eficiente, mantendo o atendimento das demais demandas que são recebidas diariamente nos hospitais, que vêm de toda a região”, explica o CEC.

A Prefeitura de Jundiaí aguarda a chegada de recursos dos governos Federal e Estadual. Com estas verbas serão financiadas as ações previstas no Plano de Contingenciamento no Enfrentamento do Coronavírus. Ainda não há informações sobre valores e quando este dinheiro chegará à cidade. O isolamento social segue sendo a principal recomendação já que o tempo de uso de leito para recuperação de um paciente é de até três semanas.

O plano de contingenciamento foi compartilhado com os demais 6 municípios da Aglomeração Urbana de Jundiaí. A UGPS coordena um mapeamento de todas as estruturas disponíveis nessas cidades e também nos hospitais da rede privada, para ampliar a capacidade de resposta a uma eventual aceleração de pessoas contaminadas, especialmente aquelas que estão nos grupos de risco e de vulneráveis.

Outros investimentos estão sendo realizados como a aquisição de 10 mil kits de testes rápidos, aquisição de equipamentos de proteção individual e insumos necessários para o atendimento da população.

VEJA TAMBÉM

GRAVIDEZ DURANTE PANDEMIA DE CORONAVÍRUS: MÉDICA DIZ QUE É MELHOR EVITAR

NA FISK DA VILA VIRGÍNIA, NA RUA DO RETIRO, PARCERIA ESPECIAL COM A CDL

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI