Seguindo o plano de ação para o atendimento e adequações dos leitos conforme os cenários da pandemia do Novo Coronavírus, o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), reorganizou os espaços do Hospital São Vicente (HSV). De 85, agora o hospital tem 98 leitos exclusivos para Covid, sendo 62 para Unidade de Terapia Intensiva e 36 para enfermaria.

Na última sexta-feira (8), o HSV havia reorganizado 10 leitos híbridos de enfermaria para o funcionamento como UTIs. Nesta semana, a adequação é conseguida com o início do uso dos nove leitos clínicos de retaguarda do Hospital Santa Elisa (HSE) ao longo da semana, que atenderão às demandas não relativas ao Novo Coronavírus, abrindo espaço para a criação de mais alas de pacientes COVID-19, com 13 vagas na estrutura interna do HSV. “Os leitos clínicos oferecem suporte para o atendimento geral, que não teve redução nesta etapa da pandemia”, explica o superintendente do HSV, Matheus Gomes.

De acordo com a gestora adjunta da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), Dayane Martins, a mesma capacidade de organização e criação de leitos exclusivos para Covid é mantida. “Durante a primeira onda, contamos com amplo apoio do Hospital Regional (HR), que disponibilizou 102 leitos para o suporte ao HSV. Até o momento, contamos com 42 leitos do HR”, detalha.

Nota de pesar – A Prefeitura de Jundiaí divulgou nota de pesar pelos 500 óbitos registrados desde o início da pandemia. O texto, na íntegra: Nesta segunda-feira (11), Jundiaí supera a marca de 500 vidas perdidas em decorrência da pandemia do Novo Coronavírus. A Prefeitura de Jundiaí se sensibiliza e solidariza com todas as famílias que perderam seus entes queridos. O período exige que as medidas de prevenção ao Novo Coronavírus sejam intensificadas, com o uso de máscaras, higienização das mãos, isolamento e distanciamento social para conter a disseminação do vírus, enquanto a nação aguarda pela disponibilização das vacinas contra Covid.

Vacinação – A Prefeitura de Várzea Paulista iniciou o planejamento para coordenar a vacinação contra o coronavírus na cidade. Foi formado um grupo multisetorial que engloba áreas como a Vigilância Sanitária, Trânsito e Transporte, Comunicação, Casa Civil e Gestão Pública que deverá viabilizar toda a estrutura necessária para a realização das ações, como aquisição de insumos e equipamentos para armazenamento e transporte, além de organizar o calendário de imunização, conforme orientação da Secretaria Estadual de Saúde do Governo do Estado.

Segundo o PEI, Plano Estadual de Imunização de São Paulo, os primeiros a receber a vacinação serão os trabalhadores da área da saúde, indígenas e quilombolas, e deverá ocorrer entre os dias 25 de janeiro e 15 de fevereiro. Depois serão imunizadas as pessoas com 75 anos ou mais, entre 08 de fevereiro e 01 de março.

Da faixa-etária de 70 a 74 anos, a vacinação acontecerá entre os dias 15 de fevereiro e 08 de março. Entre os dias 22 de fevereiro e 15 de março serão vacinados os cidadãos que têm entre 65 e 69 anos e de 01 de março a 22 de março, os que têm entre 60 e 64 anos. As demais faixas-etárias ainda deverão aguardar divulgação de calendário pelo Governo do Estado.

“Estamos viabilizando três pontos de vacinação nas maiores regiões da cidade e, possivelmente, um sistema de drive-thru na Avenida Projetada. Em breve divulgaremos massivamente essas ações. O objetivo é sermos efetivos e eficientes na imunização de nossos cidadãos”, disse André Silva de Oliveira, Gestor Municipal de Saúde. Os locais e horários de vacinação serão divulgados em jornais e nas redes sociais oficiais da Prefeitura.

VEJA TAMBÉM

DEPOIMENTO PESSOAL: GINECOLOGISTA PEGA CORONAVÍRUS E FAZ ALERTA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI