MONITORAMENTO das contas: você faz isto? Veja vídeo

MONITORAMENTO

No vídeo de hoje, o terapeuta financeiro Pedro Braggio fala pra muita gente: pessoas que ganham razoavelmente bem e mesmo assim não conseguem guardar dinheiro. Primeira pergunta: estas pessoas fazem o monitoramento das contas? Segunda: evitam desperdícios? Assista:

PEDRO BRAGGIO

Autor do livro “Dinheiro é Bom e eu Gosto” e coautor do livro “Empreendedor Total”. É educador e terapeuta financeiro há mais de 25 anos. Graduado em Ciências Contábeis e especialista em finanças. Professor de graduação e pós-graduação nas áreas de finanças e empreendedorismo. Ministra palestras de Reeducação financeira em Universidades, empresas e outras entidades em todo o Brasil.(Foto: Freepik)

DEZ DICAS PARA CONTROLAR SUAS DESPESAS

Pratique a avareza – Não é pecado ser pão-duro quando você não tem dinheiro para gastar. É melhor do que ser mão-aberta e ficar cheio de dívidas para pagar.

Corte a TV a cabo e avalie o plano de celular – Quando as contas estão fora de controle, o melhor é cortar gastos não essenciais. Você consegue viver sem TV a cabo, Netflix e com um telefone pré-pago. A Proteste, associação de defesa do direito dos consumidores, tem um comparador de tarifas de celular, para você encontrar o plano mais barato para o se perfil.

Passe um ano sem comprar roupas novas – Esse é um exercício difícil, mas muito importante para tomar o controle das contas. Você pode buscar alternativas, como trocas com amigas ou mesmo participar de desafios de uma peça e vários looks.

Busque alternativas de moda baratas – Em vez de comprar sapatos novos, vá ao sapateiro da esquina. Tire do baú aqueles modelitos que você aposentou na última estação. Com acessórios diferentes, vai parecer que é uma roupa nova.

Passe longe do shopping – O melhor é fugir das tentações. Os apelos para o gasto e consumismo estão em todas as partes. É preciso ser forte para resistir. Então, uma dica para controlar as finanças é dar um tempo dos passeios no shopping nos finais de semana.

Tenha apenas um cartão de crédito – Se for preciso, corte ou cancele os outros. Ter muitos cartões é um caminho muito fácil para o descontrole com as contas. Mesmo com as novas regras do cartão, ele ainda está entre os juros mais caros do mercado. Uma sugestão é só levar o cartão quando você tiver uma compra realmente necessária e que caiba no orçamento.

Renegocie as suas dívidas – Troque as mais caras (cheque especial e rotativo do cartão de crédito) pelas mais baratas (empréstimo consignado e crédito pessoal). Com o corte nas despesas, você terá dinheiro para quitar seus débitos e limpar seu nome.

Antes de pedir crédito avalie os juros – Entenda como algumas dívidas crescem tão rápido. Ao sair do cheque especial e da dívida no cartão de crédito, confirme se os juros e as condições são favoráveis, se cabem no seu orçamento.

Pesquise os empréstimos disponíveis – Há várias opções de crédito no mercado, mas é preciso pesquisar de forma criteriosa, para não fechar negócio sem pensar. Compare as taxas de juros e as condições de pagamento – quantidade e valor das parcelas.

Mude alguns hábitos de consumo – Uma alternativa para não deixar de consumir é mudar alguns hábitos. Por exemplo, é possível comprar bens usados em bom estado por um preço mais em conta. Há vários aplicativos em que você pode buscar livros, eletrodomésticos e móveis de segunda-mão.(Texto: Serasa)

VEJA TAMBÉM

MAMÃES QUE DERAM LUZ RECENTEMENTE PRECISAM TOMAR CUIDADO COM CORONAVÍRUS. VEJA VÍDEO DA GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD

RESTAURANTES NO EXTERIOR. COM FISK DA RUA DO RETIRO NÃO TEM ERRO. CLIQUE AQUI E ASSISTA VÍDEO

OS 103 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI