19, fevereiro , 2019
Home Chico Xavier e a Data Limite VÍDEO – OPERAÇÃO PRATO mobilizou Força Aérea nos anos 1970

VÍDEO – OPERAÇÃO PRATO mobilizou Força Aérea nos anos 1970

Entre 1977 e 1978, a Força Aérea Brasileira mandou uma equipe para Colares, no Estado do Pará. Era a Operação Prato, comandada pelo então capitão Uyrangê Bolivar Soares Nogueira de Hollanda Lima(foto ao lado). Moradores vinham relatando estranhos avistamentos de objetos luminosos. Os comentários se transformaram em pânico quando algumas pessoas passaram a afirmar que tinham sido atacadas pelas luzes. Todas foram levadas para hospitais onde constatou-se queimaduras nelas. Estes ‘ataques’ passaram a ser chamados pelos moradores de ‘chupa-chupa’ já que achavam que os alienígenas retiravam sangue das vítimas. Vinte anos depois, o comandante deste trabalho, o capitão Hollanda deu entrevista à Revista Ufo, na qual contou detalhes do que aconteceu no final da década de 1970, contradizendo o próprio relatório feito no final da operação. A entrevista foi concedida ao editor-chefe A. J. Gevaerd e ao subeditor Marco Antônio Petit.(vídeo abaixo publicado por 909Brazil)

Suposta vítima do ‘chupa-chupa'(Foto: conexaoalien.com.br)

Holanda foi o primeiro militar a falar abertamente sobre OVNIs no Brasil. A equipe que comandou contava com mais de 20 homens e tinha o objetivo de investigar a região que é litorânea. O grupo estava com câmeras fotográficas, filmadores e ficou em Colares, além de cidades próximas, por quatro meses. Na época foi divulgado que os militares não tinham feito nenhum registro de OVNIs. No relatório apresentado pelo comandante da operação ficou claro que não havia atividades extraterrestres na cidade paraense. A Força Aérea deixou Colares e os avistamentos continuaram acontecendo em menor escala.

BBC

AVISTAMENTO EM COLARES FOI DESTAQUE NO EXTERIOR

Em 1997, para a equipe da Revista Ufo, o capitão voltou atrás revelou que o grupo testemunhou manifestações estranhas. Vídeos e fotos teriam sido feitos, como gigantescas naves realizando movimentos impossíveis para aviões. Seria a nave-mãe, que recolhia outras bem menores. Dois meses depois desta entrevista histórica para os defensores da ufologia, Hollanda foi encontrado morto. Os registros que recolheu em Colares começaram a ser divulgado em 2008. 

MAIS

MULHER DE JUNDIAÍ DIZ QUE TEVE OLHO ARRANCADO POR ETs

GOVERNO DISPONIBILIZA MAIS DE 700 DOCUMENTOS SOBRE OVNIs

APÓS SUPOSTA ABDUÇÃO E SEXO COM ET, WLAD DIZ QUE SE SENTE VIGIADO

A SERRA DO JAPI ABRIGARIA UMA BASE PARA OVNIs?

ITUPEVA SOFREU QUATRO ONDAS UFOLÓGICAS ENTRE 1996 E 2000

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.