A Praça da Bandeira virou TERMINAL de ônibus. Saudade da rodoviária?

TERMINAL

VINHETA JUNDIAI ANTIGAMENTEA Praça da Bandeira, que também foi chamada de ‘Largo Santa Cruz’ e contou com o Posto de Puericultura e pré-escola nos anos 1970 (durante a administração Íbis Cruz) se tornou Estação Rodoviária. Hoje é o Terminal Central. Mas é da nossa Rodoviária que quero expor minha saudade e gratidão!

Tão criticada, tão renegada, alguns diziam que era a vergonha de Jundiaí durante décadas, tão singela e pequena acolhia todos que iam e vinham, encontros, desencontros, partidas dolorosas e chegadas festivas.

Rodoviária: nos guichês, em 1986, havia pouco conforto para se comprar a passagem
Guichês em 1986: rodoviária com pouco conforto mas tinha seu charme

VEJA TAMBÉM:

IPIRANGA E MARABÁ DAVAM GLAMOUR AO CENTRO DA CIDADE

HÁ MUITOS ANOS, OS CARNAVAIS DE JUNDIAÍ ERAM ASSIM…

A HISTÓRIA DE UM ITALIANO PASSA POR DOIS BAIRROS DE JUNDIAÍ

QUEM NÃO SE LEMBRA DO TRENZINHO DO PARQUE DA UVA?

VOCÊ SABIA QUE O LARGO SÃO JOSÉ TEVE UM BEBEDOURO?

O CÃO FERROVIÁRIO

Anos 50: piscina da escola que funcionava na Praça da Bandeira, onde crianças pulavam sob o olhar da professora Ana Pinto Duarte Paes, que hoje é nome de escola
Anos 50: piscina da escola que ficava na Praça da Bandeira. Crianças se divertiam sob o olhar atento da professora Ana Pinto Duarte Paes

Quantos de nós embarcaram no “Cometão” para a Capital passear, trabalhar e namorar; pegar a fila do “Caprioli” pra estudar em Campinas, mas não podia ser o intermediário pois os comentários recheados de preconceito diziam que esse carro parava em cada porteira da Via Anhanguera…

Quantas partidas para Santos num bate e volta, Sorocaba, Itu e outras tantas cidades , quantos entes queridos que já não estão mais entre nós foram recebidos entre sorrisos e lágrimas. Quantas pessoas amadas nós esperamos até o ônibus partir para o último aceno na “janelinha” já cheio de saudade.

A antiga Rodoviária era um lugar acanhado, pequeno , malcuidado. Mas era cheio de acolhimento, trabalho, amizade e amor!(Texto: professor Maurício Ferreira)

Década de 1930: a Praça da Bandeira nada tinha a ver com a praça que conhecemos hoje em dia
Década de 1930: a Praça da Bandeira nada tinha a ver com a praça atual

LEIA:

A COISA PÚBLICA PARA UM CIDADÃO DA DÉCADA DE 1960

REGIÃO DA PRAÇA DA BANDEIRA ERA ASSIM

HOTEL DE LUIGI PETRONI FICAVA NA RUA BARÃO

VEJA COMO A PRAÇA DA BANDEIRA ERA NO FINAL DOS ANOS 1940

QUEM TINHA MEDO DA MARIA DOS PACOTES?

A CICA MARCOU A VIDA DE VÁRIAS GERAÇÕES