Quem nunca perdeu um ente querido em um acidente de trânsito? Um pequeno descuido pode ser fatal. E não faltam campanhas preventivas que incentivem o pedestre a atravessar na faixa, o motorista a respeitar o sinal vermelho e por aí vai. A vida, é o nosso bem mais precioso e, por isso, devemos abraçar ações e campanhas que tenham como objetivo diminuir a quantidade de acidentes e mortes em decorrência deles.

De janeiro a maio de 2019, Jundiaí registrou 27 mortes em decorrência de acidentes de trânsito, segundo o Infosiga – sistema pioneiro no País, que publica estatísticas mensais sobre acidentes fatais de trânsito em todos os 645 municípios do estado. No mesmo período de 2018, foram 37 óbitos. A queda é uma conquista importante, mas é preciso melhorar ainda mais esse número.

Por meio do Infosiga e do Infomapa, ferramentas disponíveis no portal ‘Respeito à Vida – São Paulo Dirigindo com Responsabilidade’ é possível fazer o levantamento e mapeamento mensal das ocorrências e traçar estratégias preventivas para diminuir esses números. Em 2019, no município de Jundiaí, março foi o mês que mais registrou ocorrências: 11. O menor número foi em fevereiro, com uma única morte. Em janeiro foram 4, em abril foram 6, e, em maio, 5.

OUTROS ARTIGOS DE VALÉRIA NANI

O AMOR QUE SUAVIZA A DOR

OS PODERES DA EMPATIA

AUTOMUTILAÇÃO E SUICÍDIO. ESTAMOS VENCENDO OS TABUS?

OS BONS E IMPORTANTES EXEMPLOS QUE PASSAM POR NOSSAS VIDAS

ENCHENTES, LIXO NAS RUAS E FALTA DE EDUCAÇÃO

TEMPOS DE INTOLERÂNCIA, PERPLEXIDADE, VIOLÊNCIA E REFLEXÃO

ENFIM, 2019 COMEÇOU. SERÁ?

CRIMINALIDADE EM QUEDA. JUNDIAÍ AGRADECE

UMA DOR SEM FIM. UMA AVALANCHE CHAMADA BRUMADINHO

GUERREIROS DO ASFALTO

Um terço das mortes ocorreram no domingo, sendo este o dia da semana com maior registro de óbitos entre janeiro e maio de 2019. Dentre as 27 mortes totalizadas, 11 envolveram motociclistas, 7 com pedestres, 6 em automóveis, 2 com caminhão e uma com bicicleta.

Já a faixa etária com o maior número de perdas foi a que concentra pessoas entre 18 e 24 anos (6 mortes). A maior parte das mortes (12) ocorreram no período da noite, entre 18h e 24h.

No Estado de São Paulo, também para o período de janeiro a maio de 2019, o Infosiga mostra que 34% das vítimas de trânsito são motociclistas. Mostra, ainda, que as ocorrências envolvendo motociclistas aumentaram 6,4% em maio (166 casos). Do total de motociclistas mortos em acidentes, 42% têm entre 18 e 29 anos; 87,5% são homens e os acidentes concentrados nos finais de semana (39%), no período noturno (52%).

Em 34% dos acidentes fatais, não há outro veículo envolvido além do motociclista; mas a maioria (52,5%) inclui a colisão com um outro veículo, sendo os automóveis 64,3% desse total.

As estatísticas mostram que é importante respeitar as regras de trânsito e incentivar ações preventivas, principalmente entre os mais jovens. Atitudes responsáveis podem ajudar, e muito, a baixar esses índices e transformar Jundiaí em uma cidade mais segura.(Foto: portaldotransito.com.br)


VALÉRIA NANI

É jornalista pós-graduada pela PUC-Campinas e trabalha como assessora de imprensa

 


 

VEJA VÍDEOS

CORRETOR CAMPOS SALLES TEM DICA PARA QUEM QUER SAIR DO ALUGUEL

ESTRIAS E VARIZES. GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD FALA SOBRE A BELEZA DAS GRÁVIDAS

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA, 102 ANOS

FOTÓGRAFO MÁRIO SÉRGIO ESTEVES APRENDEU LINGUAGEM DA PUBLICIDADE NO ROSA

UM TERÇO DA VIDA DE DANIEL FOI NO ROSA

“O ROSA FOI A BASE PARA MINHA PROFISSÃO”, AFIRMA RENAN

PROJETO INTEGRADOR AJUDA AMANI NA FACULDADE

KAUÊ FEZ PUBLICIDADE NO ROSA E AGORA TRABALHA NA NESCAU

UMA FAMÍLIA QUE COMEÇOU E CONTINUA LIGADA À ESCOLA LUIZ ROSA

JÚLIA, DO CURSO DE PUBLICIDADE PARA O MACKENZIE

CONJUNTO DE CIRCUNSTÂNCIAS RESULTAM EM INOVAÇÕES NA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA

TEATRO ESTUDANTIL ROSA, O INÍCIO DA CARREIRA DO ATOR CARLOS MARIANO

CONHEÇA A HISTÓRIA DA ESCOLA MAIS TRADICIONAL E – AO MESMO TEMPO – MAIS INOVADORA DE JUNDIAÍ!

JOSÉ MAURO LORENCINI FOI ALUNO, PROFESSOR E PRESTADOR DE SERVIÇO

FERNANDO COSTA E SILVA, O EX-PROFESSOR QUE APRENDEU A SUPERAR LIMITES