102 anos do Rosa: Ex-professor aprendeu a superar LIMITES

LIMITES
Você era dono de uma agência de publicidade quando tornou-se professor da Escola Professor Luiz Rosa. Em qual ano ocorreu isto?
Eu comandava a Arte & Propaganda, uma agência de publicidade que fundei em 1982. Fui convidado a lecionar no Rosa em 1986(foto abaixo).
Quanto tempo lecionou? Como foi o convite?
Na época a Nádia Boa era a coordenadora do curso e precisou afastar-se. o Fernando Leme do Prado, diretor do Rosa me convidou para assumir algumas aulas que ela deixou vaga. E experiência foi incrível. Lecionei até 2017.
Tinha pensado em dar aulas até aquele momento? 
Eu já tinha tido uma experiência no ensino fundamental, substituindo uma antiga professora de artes que tive no curso técnico do Colégio São Vicente. Lecionei um ano da quinta a oitava série.

MAIS SOBRE OS 102 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA
Quais disciplinas acumulou?
Na minha carreira como professor passei por todas as disciplinas técnicas do curso de publicidade, de gestão de marketing, na faculdade Luiz Rosa e algumas específicas ministradas na pós graduação do Rosa, Anchieta, Unip e Anhanguera. Tinha coleção de Trabalhos de Conclusão de Curso, o conhecido e temido TCC. Em resumo, acumulei nos meus quase 30 anos de magistério, mais de 30 disciplinas diferentes.
O que a experiência trouxe para a sua carreira?
A arte de lidar com pessoas. Saber até onde pode “esticar o elástico” e entender como fazer as pessoas adquirirem competências específicas para se tornarem bons profissionais.
Essa experiência me ajuda até hoje na identificação de habilidades e na forma de condução de equipes.
O que o professor Fernando aprendeu com aquele período?
Que os limites podem ser superados.
Teve alunos que se destacaram posteriormente?
Muitos. Tenho diretores de empresas, donos de negócios bem sucedidos e pesquisadores. É muito gratificante. Cheguei a ter sociedade em duas empresas com ex-alunos. “A criatura supera o criador!”(risos).
O que achava da proposta do Rosa, que era diferente em quase tudo das outras escolas mais tradicionais da cidade?
Outras entidades de ensino não tinham e até hoje não têm a proposta pedagógica do Rosa. Tínhamos um trabalho no estilo TCC, por semestre, integrando todas as disciplinas.
E eram cases que podiam ser aplicados em empresas, pois as empresas pesquisadas na sua maioria traziam problemas pára serem resolvidos. Muitos trabalhos foram aplicados e vários cases de sucesso podem ser reportados.
Mas esse reporte só poderá acontecer com autorização dessas empresas. Mas cheguei a visitar clientes que estavam em processo de seleção de candidatos a determinadas vagas e eles tinham uma pilha de currículos separados dos alunos do Rosa. Isso me dava um tremendo prazer em ver a nossa turma fazendo diferença.
VEJA VÍDEOS