Se você tem menos de 30 anos fique sabendo que houve um tempo, – aliás, um lindo tempo – em que os Carnavais eram festas sem maldade, sem funk, sem bundas à mostra. As marchinhas, algumas apimentadas, embalavam quem teve a sorte de frequentar os salões de todo o país. Tempo bom, saudade! Na foto principal(acima), Joana Romão, a rainha do Carnaval de 1953 de Jundiaí pela Argos.

O ano é 1966. Baile do Clube Jundiaiense. Heimar, Vera Lealdini e Sandra Fernandes, que é a dona da foto histórica.

Mais uma dos anos 1960. Até os soldados fakes precisavam dar uma descansada. Ninguém é de ferro. Arquivo Mary Zaniratto Lanza

Banda Sombra e Água Fresca. Ano: 1988. Claudião, bailarina Silvana Infante, Sidney e a cantora Zezé.

Carnaval de 1977. Rua Barão de Jundiaí: Wandir, Carlos Viotti, Fabrício e Felipe Vacari
Arquivo Carlos Viotti

O saudoso vereador Erazê Martinho, fundador do Refogado do Sandi, acompanhado de Regiane Rossini. 

Seriam todos foliões fantasiados de Capitão Caverna? Arquivo José Canhoelo

Desfile da década de 60, na rua do Rosário. Mistura total. Rock e samba: Antônio Valério, Mazolinha, Aderbal e Toninho Canhoelo. Ah, sim! Vale explicar para os mais novinhos que os desfiles antes, bem antes, eram no centro, na Rosário…

A Rainha do Carnaval de 1985: Elisabeth.

Toninho Canhoelo como Zé do Carrão desfilando nas Ruas do Centro nos anos 1960.
Arquivo José Canhoelo

MAIS JUNDIAÍ DE ANTIGAMENTE

ACREDITE! OS CARNAVAIS ERAM ASSIM!!!

A HISTÓRIA DE UM ITALIANO PASSA POR DOIS BAIRROS DE JUNDIAÍ

QUEM NÃO SE LEMBRA DO TRENZINHO DO PARQUE DA UVA?

VOCÊ SABIA QUE O LARGO SÃO JOSÉ TEVE UM BEBEDOURO?

O CÃO FERROVIÁRIO

A COISA PÚBLICA PARA UM CIDADÃO DA DÉCADA DE 1960

REGIÃO DA PRAÇA DA BANDEIRA ERA ASSIM

HOTEL DE LUIGI PETRONI FICAVA NA RUA BARÃO

VEJA COMO A PRAÇA DA BANDEIRA ERA NO FINAL DOS ANOS 1940

QUEM TINHA MEDO DA MARIA DOS PACOTES?

A CICA MARCOU A VIDA DE VÁRIAS GERAÇÕES

DICA:

NÃO DEIXE DE ACESSAR O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA. É SÓ CLICAR AQUI!