26, abril , 2019
Home Test Drive Ford apresenta os novos SHELBY GT500, em Detroit

Ford apresenta os novos SHELBY GT500, em Detroit

A Ford lançou esta semana, na abertura para a imprensa do Salão de Detroit, que abre para o público esta semana, nos EUA o novo Shelby GT500, um dos modelos mais aguardados pelos fãs de supercarros.

O Shelby GT500, com mais de 700 cavalos de potência, faz jus à herança da grife Shelby. Ele tem a aceleração mais rápida e a tecnologia mais avançada voltada à performance já oferecida até hoje em um Mustang homologado para as ruas.

“Carroll Shelby estava sempre trabalhando no próximo carro mais rápido que levaria a sua assinatura. Acho que ele adoraria esse Mustang mais do que qualquer outro”, disse Jim Farley, presidente de mercados globais da Ford. “O novo Shelby GT500 é um projeto primoroso que vai surpreender os proprietários de supercarros com sua tecnologia desenvolvida pela Ford Performance para as pistas, com motor supercharged e força visceral.”

O novo Shelby GT500 chega ao mercado norte-americano no segundo semestre, juntando-se ao Shelby GT350 para atuar em diferentes segmentos. Com potência de mais de 700 cavalos e sua primeira transmissão de dupla embreagem, ele oferece excelente desempenho em linha reta para as corridas de arrancada (drag). Nas pistas sua performance é ainda melhor, graças ao chassi projetado para competição, com pneus Michelin personalizados e freios com os maiores rotores dianteiros já oferecidos em um cupê esportivo americano. Nas ruas, seu design aerodinâmico desafiador e as tecnologias de controle de direção da Ford Performance contribuem para tornar cada momento ao volante ainda mais empolgante.

Carro de série mais potente da marca – Para tornar o novo Shelby GT500 o Mustang de rua mais rápido de todos os tempos, a Ford Performance criou um conjunto de motorização exclusivo que atinge novos níveis de potência e torque.

Com sua motorização de supercarro, o novo Shelby GT500 leva o Mustang de sexta geração a um nível de desempenho antes reservado somente a veículos fora de série. Como um Mustang, ele tem de ser capaz de competir com categorias superiores de preço. Por isso, a Ford criou um novo padrão entre os carros de performance americanos, com o motor V8 de rua mais potente já produzido, além de uma transmissão que tem as trocas mais rápidas já oferecidas na linha para o máximo de precisão e velocidade.

O Shelby GT500 é equipado com um motor 5.2 supercharged, com bloco feito de liga de alumínio e todo montado à mão. Para manter o ar de admissão mais frio e obter um centro de gravidade mais baixo, a equipe inverteu um compressor de 2,65 litros com intercooler ar-líquido, engenhosamente instalado no vão do motor V8.

Como no Shelby GT350, seu bloco de liga de alumínio tem camisas de cilindro de peso reduzido e cabeçote de alumínio de alto fluxo, além de bielas forjadas maiores, sistema de lubrificação e dutos de resfriamento aprimorados. O cárter estrutural adiciona robustez ao conjunto e reduz vibrações, com um sistema de circulação ativo patenteado para manter o óleo onde ele é necessário.

Para levar a potência e o torque ao exclusivo eixo de transmissão de fibra de carbono, a Ford Performance usou o conhecimento de calibração do sistema de dupla embreagem do Ford GT. A equipe escolheu uma transmissão de dupla embreagem TREMEC de 7 velocidades, capaz de fazer mudanças em menos de 100 milissegundos – muito mais rápida que qualquer caixa manual. Essa transmissão de dupla embreagem é projetada para operar com vários modos de direção, incluindo normal, chuva, esporte, arrancada e pista, além de recursos como o bloqueio das rodas dianteiras para aquecimento dos pneus traseiros (line-lock) e controle de arrancada por meio do sistema Track Apps.

Para embalar a potência e o torque do Mustang mais poderoso já produzido para as ruas, a Ford Performance desenvolveu uma tecnologia de chassis ativo de ponta, com pneus Michelin e freios Brembo.

O Shelby GT500 conta com uma geometria de suspensão revisada, nova direção com assistência eletrônica e molas helicoidais dianteiras e traseiras de baixo peso. Além de suspensão ativa Magne Ride de última geração, ele conta com as tecnologias mais avançadas de modos de direção da Ford Performance. O resultado é a maior aceleração lateral já alcançada em um Mustang, para melhor desempenho nas pistas e controle do motorista.

Para despejar toda essa potência no asfalto são usados dois tipos de pneus Michelin, com compostos e bandas de rodagem especiais: Pilot Sport 4S, personalizados da Ford Performance, e Pilot Sport Cup 2. O poder de frenagem é garantido por discos duplos de freio de 420 mm – os maiores de todos os cupês esportivos norte-americanos –, com pinças Brembo maiores e mais rígidas, de seis pistões. Com área de varredura 20% maior que a do Shelby GT350, esses freios têm mais de 30% de massa térmica adicional nas rodas dianteiras.

O novo Shelby GT500 conta com dois pacotes de opcionais voltados à performance. O “HandlingPackage” inclui suportes ajustáveis de montagem dos amortecedores ​​e spoiler com aba “Gurney”. Para os fãs mais extremos, há o “Carbon Fiber Track Packege”, com rodas de fibra de carbono aparente de 20 polegadas, rodas traseiras meia polegada mais largas (11,5 polegadas), pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 personalizados, aerofólio ajustável GT4 e divisor de fibra de carbono aparente. O banco traseiro é eliminado para reduzir o peso.

Design funcional – O Shelby GT500 2020 tem um visual funcional e empolgante que transmite a sua capacidade dinâmica, desenvolvido por uma equipe multifuncional de designers, engenheiros da Ford Performance e colaboradores do automobilismo esportivo.

Desde a grade dianteira dupla, com um fluxo de ar de resfriamento 50% maior que o do Shelby GT350, até os componentes aerodinâmicos e de força descendente mais avançados, tudo foi pensado para aumentar a performance e o desempenho do carro em altas velocidades.

A grade com aberturas grandes e o capô musculoso contribuem para o design aerodinâmico e agressivo do Shelby GT500, inspirado nos modernos caças a jato. Os para-lamas dianteiros mais largos, com rodas especiais de 20×11 polegadas, são proporcionalmente alinhados aos para-lamas traseiros, que alojam rodas de 20×11,5 polegadas. O novo spoiler traseiro e o difusor traseiro feito com novos materiais compostos contribuem para melhorar o gerenciamento térmico.

A equipe utilizou o centro técnico da Ford na Carolina do Norte e o seu túnel de vento – onde as equipes de corrida de topo fazem testes – para aperfeiçoar o design do Shelby GT500. Suas aberturas dianteiras são duas vezes maiores comparadas às do Shelby GT350 e há também seis trocadores de calor para aumentar o fluxo de ar em mais de 50%. O grande respirador no capô com aletas, de 31×28 polegadas, conta com uma bandeja de chuva removível de alumínio para melhorar a extração de ar e aumentar a força descendente.

MAIS TEST DRIVE

CHEVROLET S10 HIGH COUNTRY É NOTA 10!

HONDA CR-V 2019 É TUDO QUE SE ESPERA DE UM VERDADEIRO SUV DE LUXO

T-CROSS

JA E AUTOMOTORI NO SALÃO DO AUTOMÓVEL

NISSAN MARCH OFERECE CONFORTO DE MODELOS PREMIUM

Legado Shelby de alto desempenho – O piloto e empresário americano Carroll Shelby criou a reputação de transformar o Ford Mustang em máquinas de corrida. Em 1967, ele levou seu lendário Mustang GT350 a um nível ainda mais alto, produzindo o Shelby GT500 de primeira geração com um motor V8 modificado de 428 polegadas cúbicas, inspirado pela vitória do seu time com triplo pódio em Le Mans.

Carroll Shelby chamou o Shelby GT500 original de “o primeiro carro de verdade do qual eu estou realmente orgulhoso”. Hoje, esse legado continua com o Mustang Shelby GT500 2020 de terceira geração – o Mustang mais poderoso e avançado de todos os tempos.©AutoMotori – Joaquim Rimoli, com informações da Ford


COMERCIAL DA SEMANA

Vender sedãs nos EUA não é nada fácil…

Como já dissemos dezenas de vezes aqui no Test Drive, os SUVs, os famosos utilitários esportivos de luxo tomaram conta do planeta. Nos Estados Unidos, de tão populares, esses modelos praticamente estão levando à extinção os sedãs, que são os automóveis com 3 volumes (capô, teto e porta-malas).

E não é papo furado não! A Ford, por exemplo, já decidiu que irá suspender a produção de praticamente toda a linha de sedãs para o mercado americano e se dedicar à produção de picapes, SUVs e veículos elétricos. GM e FCA prometem seguir pelo mesmo caminho.

Agora, imagine o esforço que marcas como a Kia, por exemplo, precisam fazer para tentar vender os seus sedãs por lá… A saída tem sido apelar para super produções, dignas de Hollywood, para seduzir os consumidores.

Com essa missão, o comercial do Kia Optima apela para todo tipo de truques e incluiu num único filme de 30 segundos um policial corrupto, a máfia russa e até Netuno, o rei dos mares, extraterrestres e um ritual dos antigos Astecas… O resultado? Uma baita salada! Confira o filme! ©AutoMotori – Joaquim Rimoli

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.