23, março , 2019
Home Chico Xavier e a Data Limite A Data Limite de Chico, segundo um simpatizante da UFOLOGIA

A Data Limite de Chico, segundo um simpatizante da UFOLOGIA

O jornalista Luiz Crossi Neto(foto ao lado), 64 anos, não se considera um ufólogo. Ele se diz um simpatizante do tema em decorrência de vários acontecimentos que o levaram a acreditar que a verdade está lá fora e que não estamos sós no universo. Desde pequeno afirma ter visto OVNIs. Crossi, que participa de eventos ligados à ufologia, acompanhou a série de reportagens publicadas no Jundiaí Agora sobre o médium Chico Xavier e a Data Limite que ele previu para o início de uma nova era: 20 de julho de 2019, exatos 50 anos depois da chegada do homem à Lua. Durante entrevista ao vivo, no programa Pinga Fogo, no final da década de 1969, o médium afirmou que se a humanidade não se envolvesse em um conflito atômico, seria iniciado um período de bonança cinco décadas depois que o homem pisou no satélite. O prazo teria sido dado por extraterrestres. Eles começariam, inclusive, a chegar à Terra a partir desta data. O jornalista respeita Chico e diz que outros já fizeram profecias parecidas…

Há quanto tempo o senhor atua nesta área?

Tive avistamentos desde a minha infância. Depois de diversos acontecimentos curiosos, passei a observar mais os céus e procurei me informar sobre o tema. Um escritor que despertou, particularmente a minha atenção, foi Eric Von Daniken, com o livro Eram os Deuses Astronautas? e a teoria dos astronautas antigos. Desde então procuro aprofundar meus conhecimentos por meio de  literatura, vídeos e palestras. Eu integrava a equipe de pesquisas de arqueologia e história do Museu Francisco De Matheo, conhecido como Museu do Kiko. Por meio do Museu tive a possibilidade de participar  de muitos cursos em instituições respeitáveis como o Museu Histórico Nacional e o Museu do Ipiranga, pela USP. A arqueologia me conduziu à ufologia. Os indícios ufológicos vêm desde a pré-história, com inscrições nas cavernas, artesanatos com características que nos levam a crer na existência de veículos espaciais e astronautas. A arqueologia e a ufologia  nos levam aos mesmos questionamentos de onde viemos, para que estamos aqui e para onde vamos, enfim, quem somos nós, seres terrestres.O próprio Museu Francisco de Matheo,  com apoio de outras entidades, organizou em 1983, o 1º Simpósio  de Ufologia de Jundiaí.

O senhor tinha conhecimento da profecia de Chico Xavier, da Data Limite que ele divulgou no programa Pinga-Fogo, em 1969? Ficou supreso?

Tinha conhecimento sim. Não fiquei surpreso. Sempre fui um estudioso da Bíblia e de profetas que anteviam o futuro. Chico Xavier é um médium e paranormal muito respeitado, por isso suas palavras não devem ser ignoradas, inclusive porque reitera outras profecias, embora não haja uma concordância de datas. Acompanhei a trajetória de outras pessoas com dons especiais. Outro paranormal brasileiro pelo qual tenho um grande respeito devido às suas obras e suas realizações, foi Carlos Mirabelli, também conhecido como Carmine Mirabelli, nascido em Botucatu. Ele também citava vidas em outros planetas.

Sua vida mudou de alguma forma ao saber desta profecia?

Acredito num processo evolutivo, independente de data. Quanto à data prevista pelo Chico Xavier, respeito muito, pois acredito que foi uma visão muito espiritual. Vamos esperar pelo melhor…

México: Há alguns anos, Crossi esteve no México, país também visitado por Eric Von Daniken, autor de ‘Eram os Deuses…’

A chegada do homem à Lua realmente é um marco? Acreditam que alienígenas acompanharam de perto este episódio?

Sim, acredito que a chegada do homem à Lua foi um grande marco. Durante todo projeto Apolo há relatos de astronautas que foram corajosos confirmando isso, apesar da censura sobre o tema. Creio que os OVNIs estão aí desde o início da nossa civilização. Eles já estão entre nós há muito tempo.

Os espíritas acreditam que a chegada da nova era não ocorrerá de uma hora para outra. Vocês têm outra interpretação?

É uma pergunta para a qual não tenho resposta, mas gostaria de ter, como todo mundo. …

A partir desta data começaremos a entender quem somos nós, de onde viemos e para onde iremos?

Algumas perguntas já vêm sendo respondidas pela Ciência e pelo conhecimento do ser humano de seu próprio código genético. Também temos conhecimento da existência de outros planetas, com condições, inclusive, de abrigar vida semelhante a nossa. Somos seres terrestres, dentro de um universo infinito. Acreditar que apenas a Terra abriga a vida, seja humana ou não, é um pensamento muito limitado.


Saiba mais sobre Carmine Mirabelli 

Carlos ou Carmine Mirabelli nasceu na cidade de Botucatu, interior de São Paulo, em 1889 e morreu em 1951. O pai, Luigi, era pastor luterano. Ele e a esposa, Christina, eram italianos. Com dons mediúnicos e magnéticos considerados elevadíssimos, Carlos foi taxado como louco e internado no Hospício do Juqueri, em Franco da Rocha.

Nesse hospital foi submetido a vários experimentos, ficando comprovada a veracidade dos fenômenos mediúnicos e físicos que chegaram às raias do maravilhoso. Triunfando sobre os testes da comissão médica que foi obrigada a confessar que “…se o Sr. Mirabelli era louco, não deixava a sua loucura de ser genial…”.

Em transe, Mirabelli pintou dezenas de quadros, materializou espíritos, promoveu o transporte de flores e objetos, psicografou mensagens, levitou e fez levitar, desmaterializou-se junto à cadeira em que se achava sentado, surgindo em outra sala que estava próxima, mas fechada a chave, dentre outros incontáveis fenômenos realizados ao longo de seus 62 anos.(Informações extraídas do livro Mirabelli, um médium extraordinário, de Lamartine Palhano Júnior, da Ed. CELD – Centro Espírita Léon Denis – 1994).


Se realmente os extraterrestres chegarem, como Chico Xavier afirmou, as religiões acabarão?

É algo difícil dizer. Hoje em dia vemos tanta mentira e tanta exploração em benefício de alguns. O que eu posso falar, no meio de tudo isso, é que, se existir uma religião verdadeira ela estará caminhando junto com os acontecimentos e com a ciência.

CHICO XAVIER E A DATA LIMITE

JUNDIAÍ SERÁ EPICENTRO DE GRANDE PROJETO ESPIRITUAL EM 2019

UM APERTO DE MÃO QUE MUDOU A MINHA VIDA

EU E CHICO

20 DE JULHO DE 2019: CHICO PREVÊ A CHEGADA DE EXTRATERRESTRES

20 DE JULHO DE 2019: DATA LIMITE PARA O INÍCIO DE UMA NOVA ERA

EM ESPÍRITO, CHICO XAVIER VISITARÁ JUNDIAÍ EM SETEMBRO DE 2019

Alguns ufólogos dizem que os ETs estão entre nós há muito tempo…

Eu também creio nisto e imagino que eles vêem se revelando, havendo inclusive, alguns governos que se utilizam de suas tecnologias.

O Espiritismo e a ufologia estão ligadas de alguma forma?

Eu, particularmente, tenho um grande respeito por Chico Xavier. Não posso falar por outras pessoas e nem pelo movimento espírita. Como já citei, Carmine Mirabelli já falava sobre vida em outros planetas. (Ilustração acima: Youtube)

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.