SÍTIO AGAR tem dívida de R$ 200 mil e precisa de ajuda

SÍTIO AGAR

Em decorrência da crise mundial causada pelo Coronavírus muitas instituições e empresas que já ajudam o Sítio Agar estão cortando custos ou até suspendendo atividades. Também por causa da pandemia, a entidade que acolhe desde crianças a idosos, acumula dívida de R$ 200 mil e não pode fazer eventos como bazares, bingos e jantares. O Sítio Agar – com unidades em Várzea Paulista, Cajamar e Francisco Morato – precisa de ajuda. O Jundiaí Agora conversou com  Mônica Pazotto Barbosa, coordenadora geral da instituição:

Qual o gasto mensal de vocês? Como estão lidando financeiramente com a crise econômica imposta pela Covid-19?

O gasto mensal de todas unidades é, em média, de R$ 360 mil. Parte desse custo vem através do repasse das parcerias estabelecidas com os órgãos públicos. Para completar, havia ações de mobilização de recursos, como bazar, eventos, que ficaram inviabilizados por causa da pandemia. Agora, o desafio foi instalado para novas formas de ação para suprir essa falta e complementar o recurso necessária.

A entidade tem dívidas?

O sítio tem trazido um déficit de cerca de R$ 200 mil. O plano para reduzir ou quitar esse déficit foi interrompido já que várias ações que fazemos foram proibidas devido à doença.

Já demitiram funcionários?

Não há demissões, ao contrário! Nosso trabalho é também classificado como essencial. Desta forma precisamos além de dar conta de manter os recursos para o custo que temos. E os custos aumentam à medida que funcionários também pegam o coronavírus e precisamos substitui-los. Os custos aumentam e as receitas diminuem…

Existe possibilidade de fechamento de alguma unidade de vocês?

Não há possibilidade de fechamento. Existe sim a possibilidade de aumentar as demanda. A área social tem trazido também, como repercussão do que vivemos, mais situações de vulnerabilidade social: mais situações de violência doméstica, já identificadas e divulgadas. Sendo assim, nosso trabalho tende a aumentar. Assim, novamente falamos do desafio de maior entrada de recurso financeiro.

CONHEÇA MAIS O TRABALHO DO SÍTIO AGAR

Como ajudar?

Estamos aceitando alimentos ou depósitos no Banco Bradesco, agência 0657 e conta corrente 0157499-0 em nome da Associação Sítio Agar com CNPJ 05.119.104/0001-33. Também podem ligar para nossa matriz (11) 4448-1243 ou no 99791-6001 (Whatsaap). O momento é difícil para todos mas precisamos de uma epidemia de amor aos necessitados nesta crise inédita!

VEJA TAMBÉM

GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD FALA SOBRE A IMPORTÂNCIA DAS VACINAS NO PRÉ-NATAL…

OS 103 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA

NA FISK DA RUA DO RETIRO TEM CURSO DE LOGÍSTICA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI