SOLIDARIEDADE não falta neste período de isolamento

SOLIDARIEDADE

A pandemia de coronavírus traz medo, insegurança e, o pior, mortos. Por outro lado, as demonstrações de solidariedade vêm se acumulando em Jundiaí. Alimentos, máscaras, luvas, álcool em gel, são algumas coisas que estão chegando à Prefeitura para minimizar os efeitos da doença.

O Plano de Segurança Alimentar para Famílias Vulneráveis da Prefeitura de Jundiaí, lançado no dia 23 e abril, conta com mais um reforço: doação da força de trabalho pelos militares do 12º Grupo de Artilharia de Campanha (12º GAC/foto) para a montagem de cestas básicas com alimentos doados ao Fundo Social de Solidariedade (FUNSS), por meio de captações da Rede Jundiaí de Cooperação – órgão da Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF) – nas ações do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC).

“Podemos considerar que essa atividade contribui com a formação cívica dos soldados que estão prestando o serviço militar obrigatório, na medida que ação tem a capacidade de desenvolver o espírito de solidariedade desses militares”, explica o comandante da unidade militar O tenente-coronel Tiaraju Kanomata de Mesquita.

A força-tarefa, com 36 militares, montará 7 mil cestas básicas com alimentos doados pelo Supermercados Boa, para a distribuição às famílias em situação de vulnerabilidade assistidas pela Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), afetadas diretamente pela crise econômica gerada pela pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19).

Frutas – Para repor as energias, os profissionais da Saúde Pública de Jundiaí foram presenteados com doação de frutas desidratas feitas pela empresa Belnatur. A doação teve início no dia 22 de abril.

SOLIDARIEDADE

Instalada no Distrito Industrial, em Jundiaí, a Belnatur entregará, ao todo, 2 mil pacotes unitários com frutas secas a servidores da rede pública de saúde, incluindo o Hospital São Vicente, Hospital Universitário, UPA e Grendacc.

Protetores – Os servidores da Unidade Sentinela Ruy Barbosa ganharam protetores para o rosto (face shield) do Instituto Federal de São Paulo (IFPS). A iniciativa, organizada por meio da Rede Jundiaí de Cooperação, garante a proteção dos profissionais da Saúde Pública durante o atendimento à população.

O equipamento de proteção individual (EPI) é extremamente seguro e protege olhos e face do usuário. A doação foi feita pelo Instituto Federal de São Paulo (IFSP), que está trabalhando em rede, envolvendo vários campi na produção de face shields e outros materiais para combate ao coronavírus, e distribuindo para todos os seus 36 campi para doação às cidades. A doação foi encaminhada para Jundiaí – 240 protetores – foram disponibilizados para os equipamentos que atuam no atendimento direto à doença.

Máscaras – Cerca de 2000 máscaras de tecido para proteção foram distribuídas aos moradores do Jardim Fepasa. O material fazia parte do lote de doações feitos pelas empresas Companhia Saneamento Jundiaí (CSJ), Benassi São Paulo e JJR Empreendimentos ao Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), a partir da Rede de Cooperação.

Alimentos – A loja Consulado da Moda destinou uma parte do percentual das vendas feitas por delivery para comprar alimentos perecíveis. Os produtos foram doados ao Fundo Social de Solidariedade.

De acordo com Vanessa Machado, presidente do Fundo Social, doações como esta chegam ao Funss por meio da Campanha Permanente de Solidariedade, que já era realizada pela unidade com o objetivo de auxiliar pessoas em vulnerabilidade e se tornou fundamental diante das medidas estabelecidas pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), da Prefeitura de Jundiaí: “Hoje, nosso trabalho reforça o Plano de Segurança Alimentar para Famílias Vulneráveis e se soma às demais iniciativas realizadas pela Administração em combate ao Novo Coronavírus e seus outros impactos”.

Do Fundo Social, as doações recebidas e triadas são repassadas para a Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), responsável pela distribuição para as pessoas em vulnerabilidade por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e pelo abrigo emergencial montado para a população em situação de rua no Complexo Esportivo Jardim Ângela.

O que doar? Para colaborar, basta doar alimentos não perecíveis (arroz, feijão, macarrão, açúcar, óleo, leite longa vida, leite em pó, sal, enlatados, molho de tomate e fubá), água mineral; fraldas, roupas e toalhas de banho; produtos de limpeza e de higiene pessoal (desinfetante, água sanitária, detergente, sabão em pó, sabão em pedra, álcool, xampu, sabonete); ração para animais; e saco de lixo.

O Fundo Social fica dentro do Parque da Uva, com acesso pela avenida Dona Manoela Lacerda de Vergueiro, s/n, portão 03, bairro Anhangabaú. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Informações pelos telefones: (11) 4521-2762, 4521-2929 e 4521-6833.

VEJA TAMBÉM

COMO A VACINA CONTRA A GRIPE PODE AJUDAR NO DIAGNÓSTICO DO CORONAVÍRUS?

OS 103 ANOS DA ESCOLA PROFESSOR LUIZ ROSA

NA FISK DA RUA DO RETIRO TEM CURSO DE LOGÍSTICA

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI