SONATA, de Domenico Scarlatti, com as Meninas do Violão. Veja vídeo

SONATA

Hoje, as Meninas do Violão vão fazer um som clássico: Sonata, de autoria de Domenico Scarlatti, que compunha principalmente para órgão, cravos e violinos. Mas as fofas não se intimidaram e mostraram que a sonata de Scarlatti também combina com violão.

PARA MAIS MENINAS DO VIOLÃO CLIQUE AQUI

CONTATOS :

Facebook: @guitarsergiosolos https://www.facebook.com/guitarsergio…

Instagram: @guitarsergiosolos https://www.instagram.com/guitarsergi…

Email: guitarsergiosolos@gmail.com

SAIBA MAIS SOBRE DOMENICO SCARLATTI

Compositor italiano, notabilizado por ter composto 555 músicas no estilo sonata para órgão, para cravo e para violino. Nasceu em 1685, em Nápoles, Itália, e morreu em 1757, em Madrid, Espanha.

Scarlatti iniciou os seus estudos musicais com o pai, Alessandro Scarlatti. A sua carreira começou aos dezasseis anos, em Nápoles, com a produção das óperas Ottavia Restituita al Trono e Il Giustino. Em 1705, viajou para Veneza para estudar com o compositor Francesco Gasparini, acabando por se tornar amigo de Haendel. Quatro anos mais tarde foi para Roma, ao serviço da rainha Maria Casimira da Polônia, para quem compôs sete óperas. Em 1714 tornou-se maestro da capela do embaixador português de então.

Seis anos depois viajou para Portugal, onde contactou com Carlos Seixas, após ter sido nomeado maestro da capela da Corte de Lisboa. Um ano depois, foi para Madrid, onde passou o resto da sua vida como maestro da capela da corte. Nos arquivos da Sé existem restos do trabalho que Scarlatti fez em Portugal, um motete, um Te Deum e uma peça para as festas do casamento da infanta D. Maria Bárbara, cujo libreto foi impresso com o título de Festeggio armónico nel celebrarsi il Real Maritaggio de’molto Alti, e molto Poderosi Serenissimi Signori D. Fernando di Spagna Principe d’Asturia, e D. Maria Infanta di Portogallo, che dio Guardi, che si esegui’nel Real Palazzo di S. Maestá a di II. Di Gennaio del presente anno di 1728. Ainda em Lisboa, a serenata Contesa delle Stagioni foi representada no palácio real.

Foi em Espanha que deu largas ao seu gênio musical. Lá, compôs Capricci per Cembalo, dedicados a D. João V, publicados em 1738, em Londres, com o título de Esercizii per il Gravicembalo. Pouco antes de morrer, Scarlatti escreveu Salve Regina que, posteriormente, foi considerada a sua composição mais bonita.(Fonte: www.infopedia.pt/Foto principal: www.superprof.com.br)

VEJA TAMBÉM

GRAVIDEZ DURANTE PANDEMIA DE CORONAVÍRUS: MÉDICA DIZ QUE É MELHOR EVITAR

NA FISK DA VILA VIRGÍNIA, NA RUA DO RETIRO, PARCERIA ESPECIAL COM A CDL

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI