21, novembro , 2018
Home Jundiaí de Antigamente SUSTO, o Sherlock Holmes da praça Pedro de Toledo

SUSTO, o Sherlock Holmes da praça Pedro de Toledo

IMG-20170717-WA0040Jundiaí teve, nos anos 1960, uma figura folclórica que virou um mito em nossa cidade. Nascido aqui mesmo no dia 16 de março de 1939, o detetive particular Susto, o nosso Sherlock Holmes, se chamava na verdade, Benedito Xavier de Aguiar (na foto acima com a mãe/abaixo, a cena ampliada). Era de uma família muito simples, neto de escravos foi alfabetizado no Grupo Escolar Conde de Parnaíba e assim que terminou o Ginasial fez curso de detetive particular por correspondência no Instituto Universal Brasileiro. Marcava presença diária na praça Governador Pedro de Toledo, a praça da igreja Matriz Nossa Senhora do Desterro que anos mais tarde seria elevada à Catedral.

SUSTO
A cena completa: apesar de detetive, Susto não era gostava do anonimato e participava de eventos

A marca registrada de Susto era o modo que se vestia, sempre de gravata borboleta e chapéu de feltro. O único terno que possuía já estava surrado. Nele, ostentava um crachá feito por ele mesmo com a inscrição “Detective Particular”. Para arrematar o figurino, sapatos bico fino.

O anonimato para o exercício da profissão não era o forte de Susto. Para uns era apenas mais um mentiroso na cidade que mais fazia fofocas levando informações para as moças traídas e vice-versa. Outros diziam que ele tinha algum tipo de enfermidade mental. De uma forma ou de outra, Susto vive na memória das pessoas nascidas em Jundiaí até os anos 1960.

LEIA TAMBÉM:

AS NOITES DE JUNDIAÍ NOS ANOS 80, PELOS BARES DA VIDA

O CARRO NÚMERO UM DE JUNDIAÍ

ZÉ CARIOCA ERA JUNDIAIENSE DA ‘GEMA’

O VALE DOS GARIBAS E O AMOR DE HÉLIO LUNARDI PELOS ANIMAIS

HISTORIADOR DIZ QUE SOLAR EXISTIA ANTES DE 1862

EM VÍDEO, UMA HOMENAGEM AOS IMIGRANTES ITALIANOS

Em 1963, o detetive foi entrevistado por uma aluna do ginasial das Escolas Padre Anchieta a pedido do professor Arnaldo Carraro.  Nessa entrevista ele afirmou que trabalhou, na década anterior, nas rádios de Jundiaí como humorista nos quadros que eram apresentados ao vivo.

SUSTO
A praça da então igreja Matriz Nossa Senhora do Desterro: o detetive estava sempre por ali

Susto falou também que era cantor, mais precisamente tenor, e que tinha participado, como coadjuvante em vários filmes gravados em nossa cidade. E até deu os nomes deles: Casinha Pequenina, Cavaleiros da Serra, Crepúsculo do Ódio, Terra sem Justiça e a Lei dos Fortes. O detetive contou ainda que tinha iniciado um curso de piloto civil mas não o concluiu.

Da mãe, Benedito Xavier de Aguiar ganhou o primeiro apelido: “Bimbo”. O outro, “Susto”, viera quando ainda com 13 anos, assistia a um jogo de voleibol feminino no recém-inaugurado Ginásio de Esportes Dr. Nicolino de Lucca, o Bolão. O garoto levou uma bolada nas costas e gritou: “que susto!!!”. O berro ecoou pelo ginásio e dali para frente, passou a ser chamado pelo apelido onde quer que fosse.

O detetive, “especialista em casos amorosos”, odiava tanto o tratamento que as placas que colocava na fachada de casa anunciando seu ofício, sempre vinham com a advertência: “Não atendo por Susto” (foto abaixo). Ele morou na Ponte São João, Centro e vila Municipal.

SUSTO

Naquela época não se falava em preconceito ou bullying. O detetive, porém, sofreu muito com os adolescentes que adoravam assustá-lo só para ver suas reações exageradas.

Susto contava que era infeliz no amor, embora fosse uma pessoa do bem que sonhava ser fazendeiro ou piloto de avião. Ele morreu nos anos 1970 sem alcançar seus sonhos. Se tudo que ele contava era verdade ninguém sabe. Mas, a figura dele está eternizada nas rodas de prosa de muitos jundiaienses que se lembram de Benedito Xavier de Aguiar com bom humor e respeito à sua história.

Facebook Comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA


  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments
  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments