19, fevereiro , 2019
Home Negócios Avenida Frederico Ozanam terá terminal de CONTÊINERES até novembro

Avenida Frederico Ozanam terá terminal de CONTÊINERES até novembro

Um terminal intermodal para movimentação de contêineres será instalado na avenida Antônio Frederico Ozanam, no jardim Shangai, em Jundiaí (ilustração abaixo/Google Earth), pela MRS Logística. No final de junho, Prefeitura publicou o estudo de impacto que o empreendimento causará para a região e as contrapartidas que a empresa dará. Poucos dias depois, o Jundiaí Agora publicou reportagem sobre o assunto. Segundo o documento, o terminal começará a funcionar ainda neste ano. Na ocasião, representantes da MRS disseram que o projeto estava em fase embrionária.

CONTÊINERS

De acordo com a Prefeitura, o terminal ficará no número 1805, numa área cedida pela União à empresa. O terreno fica perto do Sesc e da Ponte de Campinas. Na primeira fase, quando a movimentação de contêineres será pequena, será utilizada a estrutura já existente “como o desvio ferroviário e o pátio”. Quando começar a operar, possivelmente ainda em 2017, estão previstas 27 viagens por dia. Até 2026, o número de viagens saltará para 126/dia. O terminal funcionará 24 horas. “O empreendimento causará ruídos, o que é potencialmente negativo para os vizinhos, prejudicando possíveis empreendimentos residenciais nas proximidades”, afirma o estudo da Prefeitura. Para a segunda fase, a MRS pretende construir um prédio e instalar um tanque aéreo de 15 m³ de diese para abastecer empilhadeiras.

O documento (abaixo/primeira página/Imprensa Oficial de 28 de junho de 2017) afirma ainda que a malha viária será afetada pela movimentação de carretas que transportarão os contêineres. “As ruas e avenidas estão saturadas antes mesmo da instalação do terminal”, afirma o estudo. Para reduzir o impacto no trânsito, os caminhões deverão transitar antes das 6 horas e depois das 22 horas. A Prefeitura exigirá também a construção de pontes sobre o rio Jundiaí para melhorar o fluxo de veículos naquela região da avenida Antônio Frederico Ozanam. Não está especificado no estudo quantas pontas pontes e em quais locais elas serão construídas.

CONTÊINERES

Para a Prefeitura, a reativação do transporte ferroviário de cargas em contêineres “trará de volta uma operação logística que já existia até 2011 e que beneficiará as empresas aqui instaladas, bem como propiciará a vinda e instalação de novas empresas devido as vantagens da ligação ferroviária direto com o Porto de Santos e vice-versa, oferecendo segurança, custos atrativos, geração de empregos e arrecadação”.

Jundiaí, já conhecida pela sua logística, ganhará ainda mais com o empreendimento. “Empresas que avaliam a possibilidade de instalar-se em Jundiaí e que operam com o mercado externo, principalmente via Porto de Santos, aprovam esse modelo pelos motivos acima expostos”, ou seja: novos empreendimentos deverão serão atraídos para a cidade.

Em julho, o Jundiaí Agora – JA – entrou em contato com a assessoria de imprensa da MRS. Um dos questionamentos feitos relaciona-se à localização exata do terminal já que o número 1805 fica numa faixa estreita de terra entre a pista sentido avenida Nove de Julho e o rio Jundiaí, bem perto do Sesc e quase ao lado da Ponte de Campinas, que dá acesso à rodovia Geraldo Dias. A área fica a pelo menos 500 metros de distância da ponte da linha férrea que cruza a avenida Antônio Frederico Ozanam. O estudo de impactos feito pela Prefeitura cita, inclusive, que a área sofre enchentes. O JA também questionou qual é a previsão da empresa para o início de atividades, quantos empregos gerará, como foi a negociação com a União para a cessão do terreno e quais serão exatamente as contrapartidas que a empresa dará para o município.

A MRS – Na época, Diogo Kling, da gerência geral de comunicação da MRS respondeu que “o projeto ainda está em fase embrionária. Por isso, seria leviano respondermos qualquer uma das dúvidas neste momento. Quando o projeto estiver mais maduro, entraremos em contato e repassaremos todas as informações”. Pelo visto, a gestação de um empreendimento nestes moldes é bastante rápida já que o terminal deverá estar funcionando em novembro.

Segundo o site da empresa, a MRS é uma operadora logística que administra uma malha ferroviária de 1.643 km nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, região que concentra cerca da metade do PIB brasileiro. Hoje, a companhia está entre as maiores ferrovias de carga do mundo, com produção quase quatro vezes superior àquela registrada nos anos 1990. Quase 20% de tudo o que o Brasil exporta e um terço de toda a carga transportada por trens no país passam pelos trilhos da MRS. (foto principal www.mrs.com.br)

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.