IMG-20170717-WA0040Quase ninguém sabe, mas Zé Carioca era jundiaiense da ‘gema’. José do Patrocínio Oliveira, conhecido pelo apelido ‘Zé Carioca’, era músico, trabalhou com grandes artistas, foi para os Estados Unidos e conheceu Walt Disney. Foi nele que o criador do Mickey se inspirou para desenhar o papagaio que representa o Brasil e que ganhou o nome de Zé Carioca. Aliás, o jundiaiense emprestou sua voz ao personagem nos filmes ‘Alô Amigos’ e ‘Você já foi à Bahia’.

José do Patrocínio Oliveira nasceu em Jundiaí no dia 11 de fevereiro de 1904. Morreu em Los Angeles, em 1987). Autoditada, sabia tocar violão, banjo e cavaquinho. Trabalhou como funcionário do Instituto Butantan de São Paulo. Em 1931, passou a atuar na Orquestra Columbia, dirigida pelo maestro Gaó, apresentando-se na Rádio Cruzeiro do Sul. Nessa época, trocou o cavaquinho pelo banjo, o que lhe valeu o apelido de Zezinho do Banjo.

Em 1932, foi para o Rio de Janeiro, por intermédio de César Ladeira, passando a atuar na Rádio Mayrink Veiga. Naquela emissora, trabalhou ao lado de grandes nomes do cenário artístico de então: Garoto, Pixinguinha, Nélson Souto, entre outros. Ladeira, quando passou a ser diretor artístico do Cassino da Urca, o levou para atuar na famosa casa. Foi ali que conheceu Carmen Miranda em 1939. Logo depois, seguiu para os Estados Unidos com a Orquestra de Romeu Silva, para atuar no Pavilhão Brasileiro da Feira Mundial de Nova Iorque de 1939 a 1940.

ZÉ CARIOCA

ZÉ CARIOCA

 

ZÉ CARIOCA    ZÉ CARIOCA

Por volta de 1940, assinou contrato com a 20th Century Fox, para atuar ao lado de Carmen Miranda e do Bando da Lua, em vários filmes: Uma Noite no Rio, de I. Cummings; Aconteceu em Havana, de Walter Lang, além de outros. Foi nesta época que conheceu Walt Disney, por intermédio de Aloysio de Oliveira, passando a dublar personagens de desenhos animados.

O contato com Disney inspirou o produtor americano a criar o personagem Zé Carioca, símbolo do bom malandro brasileiro(na foto principal). Em ‘Alô, Amigos’, além da dublagem do famoso papagaio, ele apareceu tocando ‘Na Baixa do Sapateiro’ de Ary Barroso e ‘Tico-tico no Fubá’, de Zequinha de Abreu. Em 1944, voltou a dar voz a Zé Carioca e a atuar em mais uma combinação de filme e desenho animado produzida pelos estúdios Disney, no clássico ‘Você já Foi à Bahia?’, ao lado de Aurora Miranda.

LEIA TAMBÉM

O VALE DOS GARIBAS E O AMOR DE HÉLIO LUNARDI PELOS ANIMAIS

HISTORIADOR DIZ QUE SOLAR EXISTIA ANTES DE 1862

EM VÍDEO, UMA HOMENAGEM AOS IMIGRANTES ITALIANOS

BOLÃO, AOS 64 ANOS, CONTINUA SENDO UM CARTÃO POSTAL DE JUNDIAÍ

A PAULICÉA VIVE NO IMAGINÁRIO DOS JUNDIAIENSES COM MAIS DE 40 ANOS

DE CAPELA ATÉ CATEDRAL, BEM NO CENTRO DA CIDADE

O ITALIANO QUE INVENTOU O SABOR DE JUNDIAÍ, A TURBAÍNA

ARGOS DO TRABALHO DURO, SUCESSO, RESPEITO AOS FUNCIONÁRIOS E FALÊNCIA

A PONTE TORTA, QUE FOI DOS BONDES, É VÍTIMA DOS POMBOS E VÂNDALOS

EM 1975 COMEÇAVA A CONSTRUÇÃO DA AVENIDA NOVE DE JULHO

Permaneceu nos Estados Unidos, trabalhando para a Disney Produções e atuando como músico. Nos últimos anos de vida, apresentou-se diversas vezes no Restaurante Marquis Martoni, em Hollywood. Voltou ao Brasil por várias ocasiões, especialmente nos anos 1980, onde se exibiu em alguns programas da Rede Globo. (fonte: Wikipédia)