MOÇÃO DE REPÚDIO a filme. Vereadores veem desrespeito à fé católica

moção de repúdio

Os vereadores Adilson Roberto Pereira Júnior(PP), Douglas Medeiros(PSDB), Márcio Cabeleireiro(PP) e Edicarlos Vieira(PP) apresentarão, na sessão desta terça-feira(1º), moção de repúdio ao filme Rogai por Nós(veja trailer abaixo). Para eles, o longa desrespeita a fé dos católicos. Se a moção for aprovada, será enviada ao núncio apostólico da Santa Sé no Brasil, Dom Giambattista Diquattro; cardeal Odilo Scherer; Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB; bispo diocesano Dom Vicente Costa; professor Felipe Aquino(Canção Nova); padre Eduardo Dougherty(Rede Século XXI); Sony Pictures e às operadoras de cinema Moviecom, Cinépolis, Cinemark, UCI e Kinoplex.

Os quatro parlamentares alegam que o filme apresenta “estereótipos anticatólicos que desrespeitam bilhões de fiéis pelo mundo sendo um grande ataque à fé católica”. Para isto, eles citam o lançamento e a própria sinopse. “No dia 8 de março, a Sony anunciou o lançamento de ‘The Unholy'(‘A Profana’). No Brasil, o filme recebeu o título de ‘Rogai Por Nós’. A data escolhida, nos Estados Unidos, foi a Sexta-Feira Santa. Aqui, o lançamento ocorreu em 20 de maio. O enredo centra-se em uma jovem com surdez parcial que depois de ser supostamente visitada pela Virgem Maria, passa a ouvir perfeitamente e fazer milagres. Por conta disso arrebanha seguidores. Um jornalista aposentado decide fazer reportagem sobre a garota”, relatam os vereadores.

O problema começa, de acordo com os parlamentares autores da moção de repúdio, quando o jornalista passa a se perguntar se os milagres seriam obra da Virgem Maria ou de algum poder macabro. “O trailer repete a receita típica de um clássico de terror com temática católica: freiras sinistras, padres corruptos e infiéis, cruzes queimando e muito mais. O que se destaca como tema principal é a representação da Mãe de Deus em várias formas malignas. Há estátuas da Virgem a sangrar, imagens sacras de Maria disformes e a desintegrar-se, além do protagonismo de um demônio que assume a forma de uma aterrorizante Virgem Maria em chamas”, concluem eles.

Filme já visto – Polêmicas envolvendo o catolicismo e o cinema não são novas. Em 1985, o filme “Je Vous Salue, Marie” foi criticado pelo então Papa João Paulo II e censurado no Brasil. Dirigido pelo aclamado cineasta francês Jean-Luc Godard, a produção apresentava uma releitura da história da Virgem Maria e de José, adaptada aos tempos modernos.

VEJA TAMBÉM:

INCONTINÊNCIA URINÁRIA(PARTE 2): MAIS UM VÍDEO DA GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD

ACESSE O FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI