Com a queda das temperaturas, quem identificar pessoas em situação de rua neste período pode acionar o Serviço Especializado de Abordagem Social (SEAS) pelos telefones (11) 98531-0146 ou 4805-3098 para atendimento por parte da Operação Noites Frias pela Prefeitura, através da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS). O número pode ser acionado até as 22h. Após este período a recomendação é o contato via 153, telefone da Guarda Municipal de Jundiaí (GMJ), ou ainda pelo 192 do SAMU em casos se identificada intoxicação ou ocorrências mais graves.

Executada todas as noites em que a previsão meteorológica aponta temperatura igual ou inferior a 13°C, portanto, quando há risco de morte por hipotermia, a Operação Noites Frias garante o reforço das equipes nas abordagens, regularmente realizadas.

Além de entrevista para triagem e encaminhamento para os serviços da rede socioassistencial, a abordagem inclui a oferta de pernoite em abrigo, alimentação e higiene. Para os casos de recusa de oferta de acolhimento, são ofertados cobertores, gorros e meias. Este ano, o formato da Operação leva ainda em conta as medidas sanitárias e o distanciamento indicados pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC).

“Por meio da Operação, a UGADS consegue ofertar os serviços da rede socioassistencial e referenciar seus usuários, como forma de trabalhar em seus planos individuais para a saída das ruas”, explica a gestora da UGADS, Maria Brant.

Em 2021, a Operação começou em 12 de maio e já foi acionada em 38 noites. Nesse período, foram feitos 1.734 atendimentos nas ruas, com 1.333 acolhimentos (pernoites), de 652 pessoas diferentes. Também durante a Operação, foram ofertados 1.994 cobertores, 129 gorros, 159 pares de meias e 782 garrafas d’água.

Além do plano de saída das ruas do atendido, também é ofertado o recâmbio para o Município de origem, quando identificado responsável por seu recebimento. Desde o começo do ano, já foram realizados cerca de 700 recâmbios, via pagamento de passagem de ônibus ou metroviária.

O diretor do Departamento de Proteção Social Especial da UGADS, Luiz Guilherme Camargo, reforça a importância do acionamento da equipe de abordagem. “Além do atendimento no local, identificação de demandas e da oferta dos serviços condizentes, as equipes da abordagem podem, se for durante o dia, embarcar o atendido até o Centro Pop, que é a porta de entrada para a rede, ou encaminhar para o abrigo, se for durante o período noturno”.(Da assessoria de comunicação da Prefeitura de Jundiaí)

VEJA TAMBÉM:

REPOSIÇÃO DE VITAMINAS PARA GESTANTES: VEJA VÍDEO COM GINECOLOGISTA LUCIANE WOOD

ACESSE FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI