16, janeiro , 2019
Home Chico Xavier e a Data Limite 20 de julho de 2019: Chico prevê a chegada de EXTRATERRESTRES

20 de julho de 2019: Chico prevê a chegada de EXTRATERRESTRES

A chegada de extraterrestres está entre as boas novas anunciadas por Chico Xavier em 1969, num programa de televisão. Ele se referia a uma nova era que poderá começar no dia 20 de julho de 2019, 50 anos depois da chegada do homem à Lua. Mas é bom deixar claro: a chegada de outras civilizações não ocorrerá de forma imediata. Na semana passada, o Jundiaí Agora entrevistou o empresário Juliano Pozati (foto ao lado), estudioso da obra da Alan Kardec que falou sobre os novos tempos que estão chegando segundo o médium falecido em 2002, caso não ocorra uma tragédia nuclear. Hoje, Juliano fala sobre o contato com seres vindos de outros planetas, também anunciado por Chico no programa Pinga-Fogo, em 1969.

Por que Chico Xavier tinha certeza da existência de extraterrestres?

Por que a mediunidade de Chico Xavier conectava sua mente com planos dimensionais e realidades ainda pouco compreendidas pelo status quo de nossa civilização. Ele mesmo vai declarar, e isto conta no documentário Data Limite que: “De minha parte, considerando a existência das entidades espirituais desencarnadas, sinto que elas são também seres extraterrestres”(Trecho do documentário “De Pedro Leopoldo à Uberaba” – Ano 1983 – Citado no documentário Data Limite segundo Chico Xavier).

No documentário é falado que a partir de julho do próximo ano ETs começarão a vir à Terra. Eles já não estariam entre nós há muito tempo?

O que Chico Xavier diz é que, após a Data Limite, nós “[…]Então, teremos, quem sabe, a possibilidade de entrar em contato com outras comunidades da nossa galáxia. Então, vamos, definitivamente, encerrar o período bélico na evolução dos povos terrestres, porque nós vamos compreender que fazemos parte de uma família Universal, que não somos o único mundo criado por Deus.” (Trechos das respostas de Chico Xavier no Programa Pinga- Fogo, da TV Tupi em 1971) Ainda que as declarações de Chico Xavier, já no Pinga-Fogo, mostrassem os indícios desta Nova Era, não caberia a ele explicar ao vivo os detalhes do prazo de 50 anos concedido à humanidade. Afinal, o objetivo daquela entrevista era esclarecer a população brasileira sobre os mais variados assuntos da época. Essa questão e tantas outras passaram, por assim dizer, desapercebidas pelos estudiosos do movimento espírita, bem como para o público em geral. Dizer que em julho de 2019 haverá uma manifestação pública dos ETs para todo mundo ver é irresponsável. Tudo é gradativo, mas que esse momento chegará, ele chegará… se a humanidade não se destruir, vai estar mais pronta para isso.

Chico falou mais sobre os primeiros contatos? Deu datas? Locais?

Não.

Como será? Vão chegar sem cerimônia, aterrissar suas naves e mostrar um novo estilo de vida para nós? Ou se apresentarão devagar, com cuidado?

Considere o planeta Terra. Somos povos tão diferentes e ao mesmo tempo estamos juntos, conectados, dividindo o mesmo planeta. O que acontece na China afeta o Brasil. Uma crise na Europa prejudica todo o globo. Estamos conectados e dependemos uns dos outros. Se uma guerra civil explode no oriente, e a Europa simplesmente fecha os olhos para ela, pouco tempo depois as consequências aparecem: milhões de pessoas refugiando-se exiladas no Antigo Continente. Todo o mal que as nações ignoram no mundo, em algum momento batem à sua porta. Como no caso das grandes epidemias, como a H1N1. Em pouco tempo, todos os países do globo estavam infectados. Porque estamos todos juntos nessa nau cósmica chamada Terra. Amplie um pouco isso, aos níveis sutis de vibração que constituem a psicosfera da nossa vizinhança cósmica e você vai descobrir que nós somos aquele vizinho sujo, barulhento, depravado e inoportuno que ninguém quer ter por perto. Mas o pessoal do condomínio é tão bacana que está nos dando uma força. Não porque nós mereçamos, mas porque os caras são gente boa mesmo!
E como eles podem nos ajudar sem agredir o nosso livre arbítrio e nosso mérito evolutivo? Talvez seja, pouco a pouco, nos dando todos os sinais necessários de que não somos tão legais quanto pensávamos, muito menos os únicos moradores do condomínio.
Interferir em processos mediúnicos de cura e com eles cooperar é uma dessas formas de ajudar, segundo o avanço moral que lhes é próprio, e ao mesmo tempo incentivar a nossa ascensão.

Como são estes extraterrestres fisicamente? São moralmente mais elevados do que nós?

Como são os povos do planeta Terra? (risos)

Em 2008, o Vaticano divulgou que pode existir vida em outros planetas e isto nada implicaria na fé em Deus. Os espíritas concordam?

Absolutamente. Na questão 55 de O Livro dos Espíritos diz assim Kardec pergunta aos Espírito da Verdade se todos os globos que circulam no espaço são habitados? Ao que ele responde: “Sim e o homem terreno está bem longe de ser, como acredita, o primeiro em inteligência, bondade e perfeição. Há, entretanto, homens que se julgam espíritos fortes e imaginam que só este pequeno globo tem o privilégio de ser habitado por seres racionais. Orgulho e vaidade! Creem que Deus criou o Universo somente para eles.”

As histórias de todas as civilizações contam com passagens de encontros entre homens e ‘deuses’ vindos do espaço. Até a bíblia tem registros assim. Como o espiritismo analisa isto?

Se todos os globos são habitados, a humanidade se espalha por todo o cosmo. Esse contato de outrora é o mesmo contato que acontece hoje em dia, com maior ou menor expressão. O tema da pluralidade dos mundos habitados ainda é tradado em O Evangelho Segundo o Espiritismo e em A Gênese, como também foi pauta de inúmeras matérias dos periódicos de Kardec. Mas o que chama mesmo a atenção é uma curiosa matéria do Jornal de Estudos Psicológicos da Revista Espírita, de agosto de 1858. Nela, o codificador da doutrina dos espíritos apresenta uma conversa com um espírito encarnado no quinto planeta do sistema solar. Através do médium Victorien Sardou, Kardec entrevista o espírito do ceramista Bernard Palissy, agora encarnado em Júpiter. O cidadão ex-terrestre agora era um extraterrestre. Sardou, estando encarnado no maior planeta do sistema solar, passa a descrever a vida no gigante planetário, considerado um Mundo
Feliz, segundo a escala dos mundos de Kardec. Isso dá o que pensar. Se o extraterrestre comunicante na sessão de Kardec era na verdade um ex-terrestre, qual o limite para a interação entre os mundos? Seríamos todos espíritos errantes, de natureza cósmica, trilhando um caminho evolutivo pelos planetas?

A doutrina espirita avalia a possibilidade de sermos a criação destes extraterrestres, mas dotados de alma?

Não, somos todos criados por Deus, a partir de seus agentes de atuação na matéria, ou seja, os espíritos superiores, já realizados na escala evolutiva. Se tiver ET nesse rolo, é em colaboração com esses seres superiores. Senão, a criação vira a festa do caqui!

Os ETs acreditam em Deus? São espiritas também?

Nas conversas com seus amigos mais próximos, Chico disse que um dos avanços que seriam conquistados após a data limite, se vencêssemos o prazo sem entrar num conflito nuclear, seria o “desenvolvimento de aparelhos que nos possibilitariam a comunicação com a esfera dos desencarnados ”

Como é que é? Pois é caro leitor, cara leitora! Eu brinco sempre que seria como ter um celular “Vivo”… só que para “morto”, um TIM realmente “sem fronteiras”, para dizer um “Oi” para quem já foi… (risos). Mas pense por um momento no que quer dizer a descoberta de uma tecnologia que possibilite o contato com o mundo espiritual.

Vamos desenvolver o tema com algumas perspectivas para você entender onde quero chegar. Eu e você, neste exato momento, estamos cercados de ondas de rádio, TV, celular e internet. Nós não vemos essas ondas no ar. Não conseguimos decodificar por exemplo, um programa de televisão, ou uma notícia na internet flutuando pelo ar. Para nós, é como se essas ondas não existissem. Com o uso de aparelhos próprios, captamos esses sinais e os decodificamos, de maneira que podemos receber as informações que por meio deles são difundidas por toda parte.

VEJA TAMBÉM

20 DE JULHO DE 2019: DATA-LIMITE PARA O INÍCIO DE UMA NOVA ERA

EM ESPÍRITO, CHICO XAVIER VISITARÁ JUNDIAÍ EM SETEMBRO DE 2019

Ora, os aparelhos que Chico Xavier preconizou parecem apontar na direção do dia em que a ciência finalmente compreenderá e decodificará em quais níveis energéticos opera a realidade espiritual, possibilitando a criação de aparelhos que nos permitam a comunicação com as “esferas desencarnadas”, ou seja, com os espíritos. A transcomunicação instrumental hoje já aponta nesta direção e avanços significativos foram percebidos no Experimento de Scole, que você pode conferir no documentário “The Afterlife Investigations” licenciado para o Brasil pela Pozati Filmes.

Se em breve chegaremos a um momento em que nossa ciência descortinará e decodificará a realidade dimensional em que opera a espiritualidade, possibilitando a criação de tais aparelhos; imaginem qual o nível tecnológico de uma civilização que já domina a viagem espacial interestelar? Se já possuem tal tecnologia, que para nós ainda está fora de nosso alcance, não dominariam também a tecnologia para comunicação com a espiritualidade? E se dominarem, que diferença há para estas civilizações entre consciências encarnadas e desencarnadas? Nenhuma.

E com este novo mundo que está emergindo, o entendimento que temos sobre Deus irá mudar também? Quem é ele afinal? O Deus cruel do primeiro testamento? O Deus benevolente do segundo? Ou veremos uma nova versão de Deus a partir de julho de 2019?

O conceito de Deus que pode ser escrito pela nossa pobre linguagem humana, certamente não é um conceito absoluto. Nossa jornada evolutiva marcha em sua direção, e a cada passo, estamos mais perto de compreendê-lo como É. (Foto: atomo.cc)

Facebook Comments

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

CAPTCHA


  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments
  • Termos e condições para publicação de comentários de leitores

    O presente termo tem como objetivo informar as condições para a publicação de comentários em murais e matérias jornalísticas no site Jundiaí Agora, na forma que se passa a expor:

    É vetada a publicação de comentários que:

    • sejam falsos ou infundados;
    • invadam a privacidade de terceiros ou manifestamente os prejudique;
    • promovam racismo contra grupos de minorias ou qualquer forma de fanatismo político ou religioso, discriminando grupos de pessoas ou etnias;
    • violem direitos de terceiros, tais como direitos de propriedade intelectual;
    • tenham conotação publicitária, promocional ou de propaganda, ou, ainda, que demonstrem preferência por alguma empresa ou marca(banners publicitários, vendas on-line, etc);
    • promovam discriminação de qualquer natureza;
    • incitem à violência;
    • explorem medo ou superstição;
    • se aproveitem da deficiência de julgamento e inexperiência das crianças;
    • desrespeitem valores ambientais;
    • apresentem linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica;
    • promovam “correntes” ou “pirâmides” de qualquer espécie;
    • violem a legislação pátria.
    • calúnia, difamação, injúria, ofensa, perturbação da tranquilidade alheia, perseguição, ameaça ou violação de direitos de terceiros;
    • propaganda política para candidatos(partidos ou coligações) e propaganda de seus órgãos ou representantes;
    • páginas e arquivos criptografados/ protegidos por senhas;
    • programas/arquivos que contenham vírus ou qualquer outro código que ponha em risco arquivos;
    • programas ou componentes de computador de usuários que venham a acessar a página do Jundiaí Agora;
    • Todo tipo de pirataria, inclusive de software;
    • O usuário não poderá utilizar-se dos serviços do site desviando a finalidade dele para cometer qualquer atividade ilícita.

    A Rapha.com reserva-se o direito de despublicar (retirar do site) os comentários que não atendam aos padrões sociais, culturais e éticos que regem a matéria.

    Fica estabelecido que o autor do comentário é inteiramente responsável pelo conteúdo nessa havido, quer perante a Rapha.com, quer perante terceiros.

    As opiniões expostas nos comentários não representam as opiniões da Rapha.com/Jundiaí Agora.

    A Rapha.com não se responsabiliza por qualquer dano advindo dos comentários publicados.
    Os usuários do site Jundiaí Agora concordam com as regras contidas neste termo, e desde já autorizam a sua publicação, inclusive nas redes sociais, estando cientes, ainda, que os comentários poderão ser indexados em buscadores nacionais e internacionais, assim como os conteúdos a que estão vinculados.

    Facebook Comments