O Dia da Padroeira de Jundiaí  – Nossa Senhora do Desterro – é celebrado em 15 de agosto. Bem no centro da cidade, a rua do Rosário cruza a Barão, Rangel Pestana, Marechal Deodoro da Fonseca, Prudente de Moraes, XV de Novembro, até chegar na avenida União dos Ferroviários. É uma homenageia a santa. A rua da Padroeira! A foto principal, acima, mostra a esquina da Barão com esta via(repare na placa). Janczur fez este registro no início dos anos 1950.

 

 

As duas fotos acima mostram a esquina da Barão e da rua da Padroeira do mesmo ângulo. A primeira é de 1920. Mais uma vez a placa está lá(no alto, à direita). À esquerda, a casa com leões na fachada é hoje o Banco Itaú. 

 

 

Ainda nos anos 1920, a esquina da rua do Rosário com a Padroeira.

 

Em 1941, na esquina da rua Barão com Padroeira, a Escola Normal Livre de Jundiaí

 

Rua Barão de Jundiaí esquina com a rua da Padroeira em 1962. À esquerda é possível ver o toldo da Pauliceia. O prédio com sacada era a Prefeitura Municipal. Este prédio foi demolido e deu lugar ao Banespa. Hoje é uma das unidades do Santander. Foto Janczur

 

Prédio do Correios na da Padroeira. Anos 1970.

 

 

Agência dos Correios na esquina da Rua Barão com rua da Padroeira em 1985.

 

 

1986: Banerj e Banorte , na esquina da Rua Padroeira com o Calçadão da Barão.

CONTINUE VIAJANDO NO TEMPO

MARIA DOS PACOTES ESTÁ NO IMAGINÁRIO DOS JUNDIAIENSES

RELEMBRE A ANTIGA CICA, INDÚSTRIA QUE MARCOU ÉPOCA EM JUNDIAÍ

VOCÊ SABIA QUE A PRAÇA DA CATEDRAL TINHA UM CHAFARIZ LUMINOSO?