EXCESSOS: Será que sabemos onde os escondemos?

EXCESSOS

Nem sempre é fácil acreditar que muitas vezes nos excedemos em nossas ações e atitudes. Excessos são tão subjetivos e o que para pode ser comum para alguns, para outros pode significar o mais inaceitável. Sim, somos diferentes e em nossa essência está a chave para entendemos o que precisamos para sermos verdadeiramente feliz.

Muitos são os estudos que trazem uma explicação de como agimos, pois a humanidade em toda a sua existência vem buscando entender como o ser humano funciona em todos os sentidos. São muitas as explicações, mas apesar de tudo, quando o assunto é sentir, ninguém melhor do que nós mesmos para saber o que se passa conosco.

Vivemos o tempo todo em busca de nossas satisfações, queremos que nossos desejos sejam realizados, passamos meses, anos e todos os nossos dias na busca desenfreada por algo que não sabemos na maioria das vezes o que é. Sobrecarregamos as nossas vidas, nossas ações, anseios, angustias e tudo mais o que podemos sentir ou experienciar, porque queremos sempre mais e mais.

Assim como o sal em excesso na comida a torna impalatável, a falta dele pode deixar o alimento insosso. Assim são nossas ações, tanto a falta como o excesso são nocivos a nós. Então, porque insistimos em nos exceder dia a dia?

O excesso pode ser visto de várias maneiras, algumas conhecemos bem, como por exemplo, excesso de comida, bebida, consumo, ciúmes, etc…Mas a verdade é que ele esconde uma falta, algo que indica instabilidade e frustração. Excedemos tanto e no final seremos apenas nós com nós mesmos. Vale a pena tantos excessos em nossa vida?

Quando nos deparamos com esse tipo de comportamento é importante saber que ele está vindo por um vazio emocional na grande maioria das vezes agimos assim para esconder a nossa realidade e passamos a nos projetar em outros níveis nos enebriando em algo momentâneo e efêmero.

Muitas são as vezes que após esses momentos de excessos nos sentimentos vulneráveis, e isso se dá porque quanto mais eu excedo, mais eu demostro as minhas reais necessidades e nos coloca em posição de paralisação. Acabamos por nos tornar incapazes de reagir frente as situações problemáticas. Tudo se torna necessidade, tudo acaba sendo imprescindível, então entramos em uma desenfreada busca pelo querer sempre mais para suprir o que falta.

Para não cairmos nessa amarga situação, precisamos nos conhecer, reconhecer nossas faltas, e nossas reais necessidades. Precisamos nos aceitar como somos e reconhecer nossos erros, saber o que desejamos em sua real integridade e necessidade, do jeito que são.

OUTRO ARTIGO DE ROBERTA PERES

DESENVOLVIMENTO DAS PESSOAS: QUAL O PAPEL DO LÍDER

EXPECTATIVAS

SABE AQUELES MOMENTOS EM QUE É IMPOSSÍVEL SER OTIMISTA?

HOME OFFICE…

Metalize a suas ações, sua vida e pense em quais momentos o excesso dominou você, perceba o que você estava verdadeiramente querendo naquele momento e o que não fez porque deixou se levar pelo excesso e não pela real necessidade. Sabe onde se esconde seus excessos? Ele se esconde dentro de você e apenas você pode equilibrá-lo. (Foto: bit.ua)

ROBERTA PERES

Formada em Gestão de Recursos Humanos, Eneagrama, conhecimento em técnicas de PNL, com carreira desenvolvida em liderança e desenvolvimento humano. 

VEJA TAMBÉM

ENSINO FUNDAMENTAL II DO ROSA TEM INFORMÁTICA. VEJA VÍDEO

ACESSE FACEBOOK DO JUNDIAÍ AGORA: NOTÍCIAS, DIVERSÃO E PROMOÇÕES

PRECISANDO DE BOLSA DE ESTUDOS? O JUNDIAÍ AGORA VAI AJUDAR VOCÊ. É SÓ CLICAR AQUI